Caso aconteceu em 2017, quando o empresário agrediu outra empresária dentro do elevador, em razão de desavenças familiares.

(Por Camilla Zeni, O Livre)

 

O empresário José Charbel Maluf “Zezo”, sócio da Imobiliária e Construtora São José, teve sua punibilidade extinta pela Justiça após pagar 10 salários mínimos como transação penal. Ele foi denunciado em setembro de 2017 por ter agredido a também empresária Aline Camila Piran.

O caso aconteceu no fim da noite do dia 16 de setembro, dentro do elevador do GoiabeirasShopping, em Cuiabá, quando, durante uma discussão motivada por desavença comercial entre as famílias de ambos, Maluf deu um soco na boca de Aline. Por sua vez, ela caiu desmaiada no chão. O caso foi registrado pelas câmeras de segurança (veja ao final da matéria).

Segundo a mulher registrou na época, ela e seu namorado, que a acompanhava no momento da agressão, teriam sido ameaçados de morte por Maluf.

O caso chegou a tramitar na Vara de Violência Doméstica de Cuiabá, mas foi remetido para o Juizado Especial Criminal, porque a defesa de Maluf, patrocinada pelos advogados Valber Melo, Filipe Broeto e Léo Catalá, frisaram que não poderia ser aplicada a Lei Maria da Penha no caso, uma vez que não havia relação entre os envolvidos.

A tese foi acolhida pela juíza Ana Graziela Vaz de Campos, que também declarou extinta a punibilidade de Maluf. A decisão ocorreu depois que o empresário, em audiência no Jecrim, concordou e efetuou o pagamento de 10 salários mínimos, como transação penal, para uma organização não-governamental.

Confira o vídeo do momento da agressão:

 

 

Fonte: https://olivre.com.br