23/04/2024

Senador Cidinho Santos critica interferência da Noruega na política ambiental do Brasil

O senador Cidinho Santos (PR/MT) utilizou a tribuna do Senado Federal nesta terça-feira, 27, para criticar a interferência da Noruega na política ambiental brasileira. O país nórdico é o maior doador do Fundo da Amazônia e anunciou o corte de metade dos recursos durante visita do presidente Michel Temer na última semana.

Cidinho Santos ressaltou que o Brasil é um país conhecido internacionalmente pela gestão dos recursos ambientais, mantendo preservados cerca de 60% do território, ao mesmo tempo que é grande provedor de alimentos para o mundo.

“A Amazônia é um patrimônio do Brasil, em primeiro lugar. É nossa responsabilidade preservá-la e explorá-la da melhor forma possível, com sustentabilidade, dando qualidade de vida para a população que ali vive e gerando riquezas para todos os brasileiros”, afirmou o senador.

O Fundo da Amazônia é administrado pelo BNDES e financia atualmente 89 projetos na região, capitaneados por ONGs (Organizações não governamentais). Apenas uma pequena parte desse recurso é destinada ao Ibama.

O parlamentar mato-grossense ainda destacou que a própria Noruega explora as riquezas da Amazônia. “A Noruega é acionista majoritária da mineradora Norsk Hydro, que comprou ativos da Vale S.A. e explora, desde 2010, minas de bauxita na Amazônia para a produção de alumínio. Ora, se os noruegueses podem explorar as riquezas da Amazônia, com as devidas licenças e contrapartidas ao meio ambiente, porque os brasileiros não poderiam?”.

Cidinho reiterou que não defende o desmatamento desenfreado na Amazônia e que confia no Código Florestal, uma das legislações ambientais mais modernas e completas do mundo.

Dados da Embrapa Monitoramento por Satélite monstram que a agropecuária tem papel importante na preservação do meio ambiente. Os produtores preservam 19% do país, como áreas de preservação permanente, reserva legal e vegetação excedente. O número é superior ao de todas as unidades de conservação juntas que protegem em vegetação nativa o equivalente a 17% do Brasil.

“Temos confiança que o governo brasileiro conseguirá reduzir os índices de desmatamento conciliando com o crescimento econômico e com a geração de emprego”, concluiu.

Fonte: Assecom

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment
TRANSPARENCIA

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment

Powered by WP Bannerize