18/06/2024

Taques: PEC vai ajudar MT a sair da crise “de uma vez por todas”

Governador falou que, após aprovação, já recebeu sinalização para renegociar parte de dívida

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou, na quinta-feira (23), que o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) do Teto de Gastos, aprovado na quarta-feira (22) pela Assembleia Legislativa, vai ajudar Mato Grosso a sair “de uma vez por todas da crise fiscal”

Com a medida, que congela por cinco anos as despesas da máquina pública, o Executivo deixa de pagar pouco mais de R$ 1 bilhão de sua dívida com a União pelos próximos três anos.

Conforme o governador, esses valores não repassados ao Governo Federal serão investidos na Saúde, Educação e Segurança.

Ele garantiu, ainda, que os servidores públicos não serão prejudicados pela nova legislação.

“Apresentamos essa PEC não porque estamos pensando nas próximas eleições, mas porque estamos pensando nas próximas gerações de mato-grossenses. Esta PEC não vai resolver todos os problemas do mundo, mas é muito importante para que Mato Grosso possa, de uma vez por todas, sair da crise fiscal”, disse no evento de promulgação da PEC, realizado na Assembleia.

Apresentamos essa PEC não porque estamos pensando nas próximas eleições, mas porque estamos pensando nas próximas gerações mato-grossenses

“A proposta determina que só vai gastar o que se arrecada e vai gastar nas áreas prioritárias. Não cortaremos, com essa emenda, recursos para a Saúde, Educação ou Segurança. Os servidores públicos não serão prejudicados. Eu digo que essa emenda não é emenda do teto, é a emenda do céu”, completou.

Taques agradeceu o apoio dos deputados na aprovação da emenda e exaltou as modificações feitas pelos parlamentares, inclusive os de oposição.

Segundo ele, por conta da aprovação, o Estado já recebeu uma proposta do Banco Mundial para a renegociação de parte de sua dívida. Ele, porém, não deu detalhes da conversa.

“Recebi um telefonema do Banco Mundial aqui no Brasil já com a notícia da aprovação da emenda, porque o Banco Mundial tem interesse em refinanciar determinadas dívidas do Estado. Por exemplo, a dívida com o Bank of America. Nós não temos os cálculos ainda. São negociações que estão se iniciando, e eu não vou me atrever a dizer em quanto isso vai dar. Mas são benéficas ao Estado e já foram feitas em outros Estados”, disse.

“Esta chuva vai passar, eu tenho certeza, sou otimista. Mato Grosso já está saindo do outro lado da ponte, já estamos quase perto do sarã [vegetação que existe na beira dos rios]”, completou.

Fonte: http://www.midianews.com.br

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment
VOTO CONSCIENTE

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
COMBATE A VIOLENCIA

Powered by WP Bannerize