15/06/2024

Zanatta, empresa e outros seis terão que devolver R$ 1 milhão

O Tribunal de Contas do Estado determinou que o ex-secretário Alan Zanatta (da antiga Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia), servidores da Pasta e uma gráfica de Várzea Grande devolvam R$ 1 milhão aos cofres públicos.

 

A decisão é do vice-presidente do órgão, conselheiro Luiz Henrique Lima. A acusação é de que em 2012, durante a gestão de Zanatta, a Pasta efetuou o pagamento de R$ 1 milhão – em valores atualizados – por livros que jamais foram entregues.

 

Além de Zanatta, o processo envolve Cleciane da Cruz Ferreira, Amílcar Freitas de Almeida, Afonso Henrique de Oliveira, Márcio Luiz de Mesquita, Elaine Perassoli, Lúcia Mayumi Wakamori e a empresa E.G.P. da Silva – ME (Intergraf), que também foram multados pelas irregularidades.

 

O processo foi levado em plenário após análise de representação interna apresentada pela equipe de auditores do TCE-MT ao conselheiro Luiz Henrique Lima, que teve o voto aprovado por unanimidade na sessão de quarta-feira(16).

 

No relatório técnico, os auditores apontaram que a Secretária pagou à Intergraf (vencedora da licitação) pela impressão de pouco mais de 3 mil exemplares do livro “Balanço Energético de Mato Grosso”.

 

Porém, a entrega até o momento não foi comprovada. Inclusive, existe divergências nas defesas apresentadas pelos envolvidos, segundo o TCE.

 

À época do aditivo ao contrato nº 019/2012/SICME/SOE, o então secretário não se manifestou sobre a notificação feita pelo TCE-MT para prestar os esclarecimentos.

 

O conselheiro complementou que o contrato e seu aditivo também são alvos de investigação do Ministério Público Estadual.

 

O MPE propôs ação civil pública por atos de improbidade administrativa, cujo objeto é a aquisição de 3 mil exemplares de livros referentes ao Balanço Energético de Mato Grosso, para atender a demanda da SICME, por intermédio do pregão presencial n° 001/2012/SICME/SOE4, fornecidos pela empresa licitante vencedora E. G. P. da Silva ME – gráfica  Intergraf.

 

Outro lado

 

Ao MidiaNews, o ex-secretário Alan Zanatta afirmou que não estava a par do processo que corria no TCE. Afirmou que irá acionar seus advogados.

 

Ressaltou, ainda, que o processo com a Intergraf foi feito à época em que ele já estava fora da Secretaria de Indústria e Comércio.

Fonte: http://www.midianews.com.br

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
VOTO CONSCIENTE

Powered by WP Bannerize