21/04/2024

“Algumas vezes já paguei caro por ser sempre acessível”, diz Pedro Taques

Falta de diálogo e decisões unilaterais estão sempre entre os motivos apontados por ex-aliados do governador para justificar a dissidência da base de apoio

 

Falta de diálogo e decisões unilaterais estão sempre entre os motivos apontados por ex-aliados do governador e provável candidato à reeleição Pedro Taques (PSDB) para justificar a dissidência da base de apoio. Reiteradamente, o tucano afirma que sua postura é diferente da pregada pelos adversários e agora, às vésperas das eleições, assegurou já ter pago caro “por ser sempre acessível”.

A declaração do governador foi publicada em seu perfil no Instagram na última quarta-feira (06), ao divulgar uma reunião com coordenadores regionais da Empaer. “Diálogo. Algumas vezes já paguei caro por ser sempre acessível. Mas eu não me arrependo de conversar um papo reto com os colegas de trabalho, servidores do Estado”.

Em outra postagem, na mesma noite, o governador lembrou que quando tomou posse em 2015 tinha R$ 28 mil em caixa para administrar Mato Grosso. “Tivemos a coragem de tomar as medidas que afastaram os reflexos dessa crise nacional e que, passo a passo, estão mudando para melhor as perspectivas econômicas e sociais”.

Taques ressaltou ainda que, enquanto muitos estados deixaram de pagar salários, aumentar o efetivo policial e de construir novas escolas e hospitais, Mato Grosso instituiu uma “política de austeridade” que garantiu salário e investimentos em setores essenciais como saúde, segurança e educação.

“Mais que isso: com eficiência e criatividade, estamos construindo um futuro mais próspero para os mato-grossenses. É isso que estamos mostrando, dia após dia, às categorias dos servidores públicos estaduais, aos setores econômicos e segmentos sociais. O clima tem sido sempre de esperança num futuro melhor e entusiasmo”, diz trecho da publicação.

Com a perda de apoio de vários partidos aliados do último pleito, a 2 meses das convenções partidárias o governador ainda busca formar um novo arco de alianças para viabilizar sua candidatura à reeleição e, paralelamente, parece estar trabalhando para reverter o alto índice de rejeição popular apontado em pesquisas de intenção de voto.

 

Fonte: https://www.olivre.com.br

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
TRANSPARENCIA

Powered by WP Bannerize