17/05/2024

“Estão apostando muito cedo no nosso fracasso”, afirma Taques

Taques disse que “muitos” ficaram desanimados com resultados divulgados nos últimos dias

O governador Pedro Taques (PSDB) sugeriu que muitos de seus adversários possam ter se decepcionado com as pesquisas de opinião fechadas nos últimos dias e que o colocam em uma situação não tão desfavorável à reeleição.

 

“Pesquisa hoje é igual horóscopo. É igual querer adivinhar como Mãe Dináh. Agora, essas pesquisas, ao que consta, decepcionaram muita gente. Estavam dizendo que Pedro Taques estava acabado. Estão apostando muito cedo nosso fracasso”, disse o governador, em entrevista à Rádio Vila Real, na manhã desta terça-feira (19).

 

A declaração soa como uma indireta ao Democratas, que trabalha o nome do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, ao Palácio Paiaguás e que concluiu uma pesquisa de opinião na última semana.

 

Estavam dizendo que Pedro Taques estava acabado. Estão apostando muito cedo nosso fracasso

Conforme apurou o MidiaNews, o estudo – produzido para consumo interno do partido e que não foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – teria apresentado Mauro e Taques tecnicamente empatados.

“Não vou divulgar nada porque não fui eu que fiz a pesquisa. Na realidade, ela revela o momento, a fotografia atual. A melhor pesquisa é o dia da eleição”, afirmou o governador.

“Não preciso ter unanimidade”

Ainda durante a entrevista, Taques minimizou a rejeição de seu nome junto ao eleitorado.

No final de maio, por exemplo, o instituto Voice Pesquisas mostrou o governador como o mais rejeitado pelos eleitores. Um total de 26,2% dos entrevistados disse que não votaria nele de jeito nenhum.

Ele foi seguido pelo ex-senador Jaime Campos (DEM), que é rejeitado por 6,7% e pelo senador Wellington Fagundes (PR), com 5,9%.

“Esses números não me preocupam. Em absoluto. Não sou Jesus Cristo pra ter unanimidade. Ninguém precisa ser aprovado com 10. Você precisa ser aprovado, muitas vezes, com 5.0. É possível e o cidadão entende esse momento que estamos vivendo”, afirmou Taques.

O governador citou, inclusive, políticos com um histórico de rejeição pior que o seu e que conseguiram se reeleger.

“Veja que Murilo Domingos foi reeleito em Várzea Grande, com 85% de rejeição. Wilson Santos reeleito em Cuiabá com rejeição grande. Eleição e garimpo: só depois da apuração”, concluiu Taques.

 

Fonte: http://www.midianews.com.br

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
DP TESTE

Powered by WP Bannerize