21/04/2024

Fagundes diz que chance de desistir de disputa ao governo é zero

Senador mantém pré-candidatura ao Paiaguás e nega recuo para apoiar Mauro Mendes

O senador Wellington Fagundes (PR) negou qualquer possibilidade de recuar da disputa pelo governo estadual nas eleições deste ano para apoiar a possível candidatura de Mauro Mendes (DEM). Fagundes vem trabalhando para construir a pré-candidatura a governador desde 2015 e, no ano passado, foi lançado como o nome da oposição para enfrentar a provável candidatura à reeleição do governador Pedro Taques (PSDB).

“A possibilidade de candidatura é 100% e de desistir é zero. Mas não dá para trabalhar com futurologia”, declarou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (25). “Nossa candidatura está posta desde o ano passado. Os partidos que compõem essa coligação são liderados inicialmente pelo MDB e PR, e outros partidos foram somando a isso. Hoje existe uma convergência em torno do meu nome para candidato a governador e temos que formar chapa”, disse.

Além do MDB e do PR, a aliança de Fagundes conta também com o PTB, o PP e o PC do B. O PSD está negociando como grupo, mas ainda não bateu o martelo, e tem conversado também com Mauro Mendes e com Taques. O PSD busca garantir uma vaga de candidato ao Senado para o ex-vice-governador Carlos Fávaro.

Por outro lado, Fagundes admite a possibilidade de formar uma grande aliança de oposição, se o DEM desistir da candidatura própria. “Vamos esperar. Queremos somar. Quanto mais apoio tivermos, melhor. Não estamos fechados, não temos veto. Tem que conversar daqui até às convenções. Até lá tem muito chão”, afirmou.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), chegou a declarar apoio publicamente ao pré-candidato do DEM ao Senado, Jayme Campos. “Penso que Emanuel falou isso na linha de atrair o DEM para trazer mais robustez a essa coligação. Entendo que devemos conversar com o DEM e outros partidos”, disse Fagundes.

Espaço do MDB

A tendência é que o vice da chapa seja indicado pelo MDB. Líderes do partido, porém, já falam em emplacar também um candidato a senador. “O MDB é o maior partido do Estado, com maior número de prefeitos, e é o carro-chefe da nossa coligação. Vamos discutir com todos aqueles que quiserem vir. Acredito que vamos chegar a um bom termo”, disse Fagundes.

“E assim quero ser como governador: um governo de diálogo, pensando para a frente, com as portas abertas para aqueles que quiserem ajudar. Só tem um candidato a governador e vice em cada coligação. Mas temos dois candidatos a senador e quatro suplentes. Então é perfeitamente possível atender os partidos e as regiões do Estado, o que é fundamental”, completou.

 

Fonte: https://www.olivre.com.br

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment
DP TESTE

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment

Powered by WP Bannerize