21/04/2024

“Não me compare com o MDB; tenho história de vida diferente”

Pedro Taques diz não ter receio de falar sobre casos de corrupção que surgiram em seu Governo

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que as eleições deste ano ao Governo vão servir para comparar os números de sua gestão com as do MDB de Silval Barbosa, que governou o Estado entre 2010 e 2014.

A sigla deve apoiar o pré-candidato ao Governo Mauro Mendes (DEM), ex-aliado do tucano.

“O cidadão é que vai decidir quem sou, com quem estou e o que eu fiz. É o cidadão que vai decidir isso. Mas nós teremos comparações na campanha eleitoral. E é bom que tenha. Eu quero comparar os números da nossa administração com os da administração passada ou com as administrações passadas, tendo em conta o que eu fiz”, disse em conversa com a imprensa, na última terça-feira (17).

Apesar disso, Taques disse que sua história não se confunde com a da sigla, sugerindo os diversos casos de corrupção da gestão de Silval.

“O MDB tem legitimidade para apoiar quem deseja na eleição. Mas não me compare com o MDB, pelo amor de Deus! Eu tenho uma história de vida totalmente diferente da história deles”, afirmou.

Taques admitiu que seu Governo também foi alvo de denúncias de corrupção, mas ressaltou que todos os casos estão sendo investigados ainda com seu mandato em vigência, diferente dos episódios envolvendo Silval Barbosa.

O MDB tem legitimidade para apoiar quem deseja na eleição. Mas não me compare com o MDB

Entre os casos da atual gestão estão os investigados na Operação Rêmora, sobre fraudes em licitações e contratos na Secretaria de Educação, e a Operação Bereré, que revelou esquemas de corrupção no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT). Neste caso, os primos de Taques, Paulo Taques e Pedro Jorge Taques, foram presos.

“Houve corrupção no meu governo e ao menos está sendo investigado. Mas eu não posso acusar ninguém antes do devido processo legal, antes do contraditório. Agora, no nosso governo, combatemos a corrupção. Imediatamente denunciamos, imediatamente as medidas foram tomadas”, disse.

“Vamos pegar o caso do Detran: qual ação que eu pratiquei que o Ministério Público disse? Nenhuma. O Paulo Taques é responsável pelo seu CPF”, afirmou.

Ele disse, por fim, não ter receio de falar sobre os episódios durante o período eleitoral.

“Eu não tenho receio de falar sobre isso, tomei todas as providências imediatamente. Agora, veja a diferença: eu estou reconhecendo que nós tivemos em tese, porque não teve condenação ainda. Mas vocês viram isso durante o Governo do Silval, do MDB? Só depois que terminou o mandato”, completou.

 

Fonte: http://www.midianews.com.br

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment
TRANSPARENCIA

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
TRANSPARENCIA

Powered by WP Bannerize