22/05/2024

“Não troco minha dignidade pela minha libertação”, diz Lula

Oito meses após se entregar à Polícia Federal no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em São Bernardo do Campo (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) escreveu uma carta para ser lida a apoiadores nesta segunda-feira, 10, no mesmo local. O petista repetiu que é vítima de uma condenação injusta e manifestou desejo pelo dia do “reencontro” com militantes.

“Hoje tenho certeza de que tenho o sono mais leve e a consciência mais tranquila do que aqueles que me condenaram. Não quero favores; quero simplesmente justiça. Não troco minha dignidade pela minha libertação”, diz a carta de Lula, lida pelo ex-candidato do PT à Presidência Fernando Haddad.

No dia em que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, foi diplomado peloTribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente petista escreveu que é ele quem deveria ter sido eleito. “O Brasil e o mundo sabem que os procuradores da Lava Jato, o Sérgio Moro e o TRF-4 armaram uma farsa judicial para impedir que eu fosse eleito presidente mais uma vez, como era a vontade da maioria dos eleitores.” Lula disse ainda que pensa todos os dias no futuro do País e que a defesa dos direitos humanos vai continuar.

Apoiadores confeccionaram um tapete vermelho de 100 metros bordado com mensagens de apoio ao ex-presidente para, segundo Haddad, ser usado para Lula caminhar na saída da prisão em Curitiba quando for solto. No Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento de um pedido de habeas corpus da defesa do petista foi interrompido na semana passada.

Fonte:  www.terra.com.br

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment
DP TESTE

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
DP TESTE

Powered by WP Bannerize