23/04/2024

Selma Arruda avisa que irá depor no MPF e dará “nomes aos bois”

Por: Edina Araújo

A senadora eleita, juíza aposentada Selma Arruda (PSL), fez uma publicação em sua página, no Facebook, na sexta-feira (14.12), afirmando que já procurou o Ministério Público Federal (MPF), para dar seu depoimento e dar “nomes aos bois”.  “Ja procurei o MPF hoje e aguardo o agendamento de oitiva, onde vou dar nomes aos bois, conforme é o correto” (sic).

Segundo ela, depois da live que fez, parte da imprensa fez mais um barulho desnecessário – e novamente distorceu o que ela disse. “Pessoal, depois da live de ontem, parte da imprensa fez mais um barulho desnecessário e o que eu disse foi novamente distorcido”.

Selma garantiu que todos os esclarecimentos necessários e provas serão apresentadas nos autos da investigação conduzida pela Polícia Federal, a pedido do desembargador Márcio Vidal, presidente do Tribunal Regional Eleitoral.

Pessoal, depois da live de ontem, parte da imprensa fez mais um barulho desnecessário e o que eu disse foi novamente distorcido.
Publico, aqui, a íntegra da nota de esclarecimento à imprensa sobre as notícias veiculadas.
Ja procurei o MPF hoje e aguardo o agendamento de oitiva, onde vou dar nomes aos bois, conforme é o correto.
Vamos mudar o Brasil. Vamos fazer a diferença, custe o que custar. Grande abraço a todos!

LIVE NO FACEBOOK
*Senadora Selma esclarece que tentativa de extorsão não partiu do TRE e que respeita Tribunal*
DA ASSESSORIA
A senadora eleita Selma Arruda (PSL) vem a público esclarecer que não sofreu nenhum tipo ação de extorsão ou assédio por membros do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT). A polêmica foi lançada na imprensa após Live transmitida pela sua página no Facebook, onde a juíza aposentada disse que foi vítima de três tentativas de extorsão, no entanto, em nenhum momento é falado sobre integrantes do TRE, Tribunal ao qual ela nutre respeito e confiança.

“Eu quero esclarecer que jamais falei que as chantagens que fui vítima partiram de membros do TRE. Antes de falar sobre os assédios que sofri eu elogiei o TRE e disse que confio no trabalho daquele Tribunal. Sei que as investigações realizadas nas AIJEs em trâmite no TRE são demoradas e a instrução realizada vai demonstrar toda a lisura do processo”, afirmou.

Todos os esclarecimentos necessários e provas serão apresentadas nos autos da investigação conduzida pela Polícia Federal, a pedido do desembargador Márcio Vidal, presidente do Tribunal Regional Eleitoral.

Fonte: www.vgnoticias.com.br/eleicoes-2018

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
TRANSPARENCIA

Powered by WP Bannerize