19/07/2024

Colônia de férias resgata brincadeiras antigas com gincana e oficinas em Cuiabá

Não existe computador, TV, tablet ou, até mesmo, celular que faça desaparecer por completo algumas brincadeiras infantis – como “amarelinha”, “pedra, papel e tesoura”, “batata quente”, “telefone sem fio” e “cabra cega”. Por outro lado, as crianças têm cada vez menos tempo para elas nos dias atuais – entre o uso de gadgets e agendas extracurriculares. Logo, para além das gerações, torna-se um desafio manter um espaço cativo para essas atividades nos momentos de lazer das crianças.

Em Cuiabá, a Academia Infantil Hora do Recreio preparou uma colônia de férias voltada para pequeninos entre três e 12 anos de idade, com direito a uma gincana especial. Ela chega com a proposta de resgatar as brincadeiras de antigamente e fomentar o imaginário infantil com experiências capazes de ligar os pequeninos aos antepassados, bem como conectá-los aos elementos históricos e culturais que fazem parte da sociedade.

É possível adquirir um passaporte para cinco dias, para três dias e diárias, com lanche incluso. Interessados ainda podem contar com o serviço extra de acompanhante (babá) e os alunos já matriculados no local têm desconto. Para além do serviço de colônia de férias, a academia infantil também oferece espaço para festas e atividades funcionais em circuito de forma lúdica.

Gincana e brincadeiras

Na gincana, a “amarelinha” – jogo de pular driblando um local específico no percurso que avança gradativamente –, trabalha o equilíbrio e as noções básicas de matemática das crianças. Enquanto que “pular corda” e a “corrida de saco” auxiliam na consciência corporal, na mobilidade e na flexibilidade. Já, o “bambolê” e a “estátua” trabalham a postura, a concentração e a como lidar com a frustração.

Conforme explica a sócia-proprietária do espaço, a médica nutróloga Gabriela Coutinho, ao compartilhar essas atividades com as crianças se perpetua um acervo de brincadeiras lúdicas que contribuem para o desenvolvimento infantil – emocional, social e cognitivo. Questão reforçada recentemente pela Academia Americana de Pediatria, que divulgou uma recomendação para que os médicos prescrevam “tempo de brincadeira” para os pacientes nos primeiros dois anos de vida.

“Estamos vivendo em um mundo cada vez mais tecnológico, em que há uma diversidade de equipamentos eletrônicos à disposição das crianças. No entanto, é preciso um equilíbrio. Sem contar que durante essas brincadeiras tradicionais há uma liberdade maior – que, por sua vez, incentiva a espontaneidade, a criatividade, a imaginação e a compreensão do mundo ao seu redor. Elas decidem, por exemplo, como será a brincadeira e suas regras, o que estimula suas opiniões e defesa de ideias”, ressalta.

Faça você mesmo: oficinas de brinquedos

Se brincar é recomendação de saúde e diversão, esse ato também pode ser sinônimo de muito aprendizado. Neste viés, Gabriela destaca que, entre as atividades, incentiva-se também a construção de seu próprio brinquedo – que, apesar de ser considerada uma atividade simples – traz uma experiência muito rica. Por meio de uma oficina, os professores ensinam as crianças a reutilizarem e/ou reciclarem materiais para dar “vida” a novos objetos.

“Por exemplo, pega-se alguns pregadores de roupa antigos, um pouco de tinta, cola e muita criatividade. Em poucos passos, cria-se um avião artesanal personalizado. Algo simples, mas que ensina para as crianças o valor dos objetos que as cercam e de que tudo pode ser transformado com um pouco de esforço e imaginação. Além de estimular o trabalho individual – e de cooperação em grupo –, a atividade desperta nelas o sentimento de realização, autoconfiança e consciência ambiental”, pondera.

Academia Infantil Hora do Recreio 

A Academia Infantil Hora do Recreio tem como proposta proporcionar saúde para as crianças por meio das atividades físicas de forma divertida. Isto é, ao utilizar a recreação e o lazer como aliados. O espaço está localizado na rua Brigadeiro Eduardo Gomes (esquina com a rua Estevão de Mendonça), nº 500, no bairro Popular, em Cuiabá. Mais informações pelos contatos (65) 2127-2352 ou 99249-5067.

Fonte: olivre.com.br

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment

Powered by WP Bannerize