Chácara onde bebê foi morta por rottweiller passa por perícia; animal será acompanhado pela zoonoses

A chácara onde Vitória Ribeiro dos Santos, de um ano e oito dias, foi atacada por um cão da raça rottweiler, na última segunda-feira (18), passou por uma perícia técnica. O setor de zoonoses da Prefeitura do município irá acompanhar o animal por um período de 15 dias. Os donos não querem mais ficar com o cachorro.

Segundo a Polícia Civil, a Delegacia Municipal de Cláudia está realizando diligências sobre a morte da criança. O setor de zoonoses do município vai acompanhar o animal por um período de 15 dias e um relatório desse acompanhamento será anexado ao procedimento investigatório.

A Polícia Civil também vai ouvir duas testemunhas que estavam na chácara, além do dono do animal.

Silvana Ribeiro da Silva, mãe de Vitória, contou recentemente ao Olhar Direto que o animal nunca apresentou comportamento agressivo com ela e seus filhos. Apesar disso, contou que o rottweiler já havia atacado um porco.

“O cachorro não é meu, mas para nós, ele nunca fez nada. Mas uma vez ele logo quando ele chegou, tinha um porquinho, ele mordeu o porco que estava no chiqueiro. Foi a noite, ele estava no quintal sozinho, achou que era alguma coisa”, lembra.

No dia do ataque, a mãe estaria no interior da casa e os dois filhos na garagem. “Estava todo mundo perto, não tinha ninguém longe. Eu estava dentro da casa, minha patroa no escritório, meu filho estava na garagem, onde ela estava.  Ele só viu quando ela estava no chão, quando ele viu, gritou e ele [cachorro] soltou ela”, diz.

“Ela sempre ficou lá, sempre brincou, meu filho sempre olhou ela. Não tem o que explicar, foi uma fatalidade”, acrescentou a mãe.

Rapidamente, Silvana pegou a bebê e a socorreu até o pronto-atendimento de Cláudia. Devido aos ferimentos, foi necessário o transporte para o Hospital Regional de Sinop. Porém, a vítima morreu no caminho.

 

FONTE: https://www.olhardireto.com.br