image

 

Nesta segunda-feira(14), o advogado e presidente regional do PSL, em Mato Grosso, Aécio Rodrigues assumiu o cargo de presidente do Escritório de Representação do Estado de Mato Grosso[Ermat], em Brasília, com a missão de ser uma ponte eficaz entre o governo e a bancada federal do Estado, no Distrito Federal.

Em suas redes sociais, Aécio comemorou hoje o fato, revelando que já estaria em Brasília tomando posse, de fato, como presidente do Escritório de Representação. Reiterando que o objetivo do Ermat, no Distrito Federal, será intermediar os recursos do Estado, através da bancada mato-grossense e ainda buscar novos aportes financeiros junto à organismos internacionais, embaixadas e outras instituições que sejam capazes de beneficiar, por meios de programas e projetos, as prefeituras de Mato Grosso.

Em suas redes sociais, Aécio comemorou hoje o fato, revelando que já estaria em Brasília tomando posse, de fato, como presidente do Escritório de Representação. Reiterando que o objetivo do Ermat, no Distrito Federal, será intermediar os recursos do Estado, através da bancada mato-grossense

Na semana passada em entrevista à uma rádio, na capital, Aécio já havia assegurado que sua posição, em Brasília, seria de unificar forças entre os poderes e organismos internacionais. “A ideia no comando do Ermat, é trabalhar na unificação de forças entre os poderes e organismos internacionais, construindo um diálogo entre entre os poderes. Sobretudo, acompanhando e atualizando o que ocorre dentro dos ministérios. Buscando programas e projetos possíveis para que possam ser viabilizados para prefeitos, vereadores, e até para o próprio governo do estado. Fazendo a liberação de alguns recursos, pois muitas vezes o estados nem sabe da existência de alguns recursos e quais as ferramentas necessárias para assegura-los”.

Ele foi nomeado pelo governador Mauro Mendes(DEM), no dia 7 de junho para o cargo, em solenidade no Palácio Paiaguás.

Também presidente do PSL, em Mato Grosso, Aécio já teve que mostrar sua habilidade de contornar situações delicadas, após ser questionado sobre a intenção do deputado estadual Ulysses Moraes[do mesmo partido] de disputar a Governadoria do Estado. Moraes – em conversa com jornalistas nos corredores do Legislativo -, anunciou na semana passada sua intenção de disputar a Governadoria, até como forma de mandar um recado elegante ao partido, sobre sua independência enquanto deputado, um dia depois da bem sucedida articulação da legenda de levar o ex-senador Cidinho Santos, antes do PP, para a sigla, podendo, inclusive, presidi-la. O que levaria o partido para um possível arco de alianças do governador Mauro Mendes, em uma eventual reeleição do gestor, já que Cidinho foi o coordenador de campanha de Mendes e seu amigo de longas datas.

E como há tempos o deputado bolsonarista chama Mauro para um ringue político, quase sempre sem sucesso, ele não perdeu a oportunidade de formalizar sua intenção de ir para um possível embate com Mendes, nas eleições do ano que vem.

Já Aécio – buscando não ferir suscetibilidades -, deixou, contudo, claro, que a decisão do partido em se tratando das eleições de 2022, em particular à uma disputa majoritária passaria, entretanto, e inequivocamente, por uma pesquisa de intenção de votos. “Nunca chegou ao diretório estadual, a informação sobre a intenção do deputado de disputar o governo, e não temos este planejamento ainda. Aliás, a decisão do partido para as eleições do ano que vem será baseada no critério de pesquisas”.(Com informações da Radio Capital)

 

 

FONTE: https://www.obomdanoticia.com.br/politica/aecio-assume-ermat-em-brasilia-reforca-missao-e-implode-sonho-de-deputado-de-disputar-governo-pelo-psl/121640