Com aval do Progressistas, do ex-governador Blairo Maggi, o deputado federal Neri Geller (PP) afirma que está animado para concorrer ao Senado na eleição do próximo ano. Apesar de surgirem nomes de outras candidaturas dentro do grupo de Mauro Mendes (DEM), Neri reforça que está alinhado na reeleição do governador e que as articulações vêm desde as eleições do ano passado

Neri Geller e Mauro Mendes

Neri lembra alinhamento com Mauro e articula candidatura ao Senado

“O projeto para o senado é um projeto que veio realmente do partido. Não fui eu que movimentei. Não é uma imposição, mas eu estou animado e vejo um espaço forte. Na conjuntura que está, estou preparado para ser candidato”, declarou à imprensa antes de se reunir com Mauro e a bancada federal na segunda (28).

Outros nomes próximos ao governador chegaram a ser ventilados para concorrer à vaga de Wellington Fagundes (PL), que vai tentar se reeleger. Entre eles, dois importantes aliados de Mauro como Cidinho Santos (PSL) e o vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido).

“Fui adversário dele (Pivetta), mas nem por isso deixo de reconhecer que foi um grande prefeito em Lucas do Rio Verde. Acho que faz um bom trabalho aqui, se for candidato, vamos esperar o ano que vem. Não dá para escolher se é Cidinho, Wellington que também é meu amigo. Ajudei na eleição passada, fui um dos principais cabos eleitorais do Wellington. Vou trabalhar a base”, avalia Neri.

Sem deixar de lado o eleitorado da Capital, a aposta é no interior, como foi a estratégia para a eleição de Carlos Fávaro (PSD) que teve 70% dos votos em municípios pequenos como Carlinda e Santa Carmem.

Na mesma linha, Neri lembra da relação com o governador que considera boa. “O alinhamento com Mauro vem desde a articulação para a eleição de Carlos Fávaro (PSD) ao Senado. O PP em Cuiabá ficou liberado para apoiar quem quisesse apoiar, mas já consolidado um acordo para, a partir da eleição municipal, estaríamos alinhados com o governador. Mas, vamos apoiar o Mauro? Primeiro ele tem que falar se vai ser candidato. A tendência, sim, é se ele for candidato estar no arco de aliança dele”.

 

 

 

Fonte: https://www.rdnews.com.br/rumo-a-2022/neri-reforca-projeto-ao-senado-em-2022-alinhado-a-reeleicao-de-mauro-mendes/146444