Investigação conduzida por Praga apontou que dois agentes russos causaram explosões que destruíram um depósito de armamentos

O governo da República Tcheca pediu formalmente uma indenização à Rússia pelas explosões em um depósito de armas na cidade tcheca de Vrbetice, em outubro de 2014. O pedido foi oficializado nesta segunda (28), conforme registro do site do Ministério das Relações Exteriores.

Desde maio as autoridades tchecas falam em cobrar Moscou pelo prejuízo. De acordo com o portal Echo24, o valor da indenização precisaria chegar a 700 milhões de coroas tchecas (R$ 162,2 milhões) para compensar as perdas. Esse é o valor que o governo tcheco pagará aos municípios que tiveram prejuízo com as explosões.

Registro do fim do combate às chamas após explosão do depósito de armas de Vrbetice (Foto: Reprodução/Twitter/Filip Horky)

Martin Smolek, vice-ministro da Seção Jurídica e Consular, “transmitiu ao Embaixador da Rússia uma nota verbal invocando a responsabilidade da Federação Russa sob o direito internacional pelo seu envolvimento nas explosões do depósito de munições em Vrbetice em 2014, solicitando reparação total pelos danos causados ​​por este ato internacionalmente ilícito e convidando o lado russo a entrar em negociações nesta matéria”, diz o texto.

Praga ainda contestou um decreto de Moscou, de 23 de abril de 2021, que coloca tchecos e norte-americanos na lista de “estados hostis”. A decisão constitui uma “violação do direito internacional”, segundo os tchecos, que destacam dois impeditivos jurídicos: o Tratado Entre a República Tcheca e a Federação Russa Sobre Relações Amigáveis ​​e Cooperação e a Convenção de Viena.

Os russos não receberam bem o pedido de indenização. “Normalmente, aqueles que se comportam de maneira semelhante, sem julgamento e sem provas, com a ajuda de ameaças e insultos e ainda exigem dinheiro, são chamados de chantagistas”, disse Maria Zakharova, porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da Rússia.

Espionagem internacional

No incidente de 16 de outubro de 2014, cerca de 50 toneladas métricas de munição armazenadas no local explodiram. Dois meses depois, outra explosão destruiu 13 toneladas de munição no mesmo depósito. Uma investigação concluída por Praga em abril deste ano apontou que as explosões foram causadas pelos mesmos gentes russos responsáveis pela tentativa de envenenamento do agente duplo Sergei Skripal, no Reino Unido, em 2018.

Os dois espiões, coronéis Alexander Mishkin e Anatoly Chepiga, teriam realizado ainda quatro ataques em fábricas de armamentos na Bulgária entre 2011 e 2020. Em Gorni Lom, na fronteira com a Sérvia, uma explosão que matou 15 pessoas em 2014 também é atribuída à dupla de agentes russos.

 

 

 

Fonte: https://areferencia.com/europa/republica-tcheca-oficializa-pedido-de-indenizacao-a-russia-por-ataques-de-2014/