Foto: Reprodução

A Justiça condenou seis acusados pelo roubo, sequestro, morte do servidor público aposentado, Nicomedes Francisco Pinto Lopes, de 69 anos, em março de 2021. Além deles, duas pessoas foram condenadas pelo crime de receptação. A ação penal foi sentenciada pela juíza da 6ª Vara Criminal de Cuiabá, Suzana Guimarães Ribeiro. Somadas as penas chegam a quase 140 anos de prisão.

Os réus Daniel Batista de Souza e Luís Victor Carvalho dos Santos foram condenados à pena de 36 anos e 4 meses de reclusão. Já Leanderson de Souza Oliveira, foi sentenciado a 41 anos, Jair da Silva a 32 anos de reclusão e Ronei Gomes Barata e Waldineia Oliveira da Silva a 28 anos de prisão. Todos os seis réus foram condenados pelos crimes de roubo majorado, extorsão mediante sequestro.

No caso do delito receptação, o réu Pedro Henrique Lopes Correa foi sentenciado a um ano e dois meses de reclusão e Victor Wuilfredo Aponte Carreno a três anos e quatro meses. Já as acusadas Débora Milena Barão Ribeiro e Jessica Maia Araújo da Silva foram absolvidas, pois não foram produzidas provas suficientes para comprovar a participação das acusadas nos crimes de receptação.

Os sentenciados Daniel Batista de Souza, Luís Victor Carvalho dos Santos, Leanderson de Souza Oliveira, Jair da Silva, Ronei Gomes Barata e Waldineia Oliveira da Silva, cumprirão a pena no regime fechado. Já os réus Pedro Henrique e Victor Wuilfredo cumprirão a pena em regime aberto.

O crime

Conforme os autos, no dia 21 de março, dois homens invadiram a casa da vítima no Bairro Por do Sol, em Chapada dos Guimarães, e roubaram duas televisões, um celular, duas espingardas, um tablete, um cartão de banco e um carro. Na ação, além de ameaças, eles agrediram a vítima e a sequestraram.

Os objetos roubados foram colocados em um veículo que dava apoio ao assalto, enquanto a vítima foi sequestrada e levada em seu próprio carro para uma casa no Bairro Jardim Vitória, em Cuiabá. Local onde estavam outros três comparsas dos assaltantes.

Nicomedes foi mantido vivo enquanto o grupo cometia outros crimes, até que, no dia 22 de março, em horário e local imprecisos, foi morto a tiros. O corpo foi encontrado no dia 25, às margens da Rodovia Arquiteto Helder Cândia (MT-010).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://www.olharmt.com.br/noticia/1834/justica-condena-bandidos-que-sequestraram-e-mataram-aposentado-de-chapada-dos-guimaraes