Rede terá 28 km de extensão e vai interligar cerca de 70 indústrias. Investimento previsto é de R$ 30 milhões.

Distrito Industrial de Cuiabá.jpg

O Governo de Mato Grosso lançou o edital para licitação da construção da rede de distribuição que irá abastecer de gás natural as empresas do Distrito Industrial de Cuiabá. O edital será publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (02.06).

A rede terá 28 quilômetros de extensão e vai interligar cerca de 70 indústrias da região. O investimento previsto em recursos do governo é de R$ 30,4 milhões.

“A rede de distribuição é esperada há décadas na região e trabalhamos muito para que esse sonho saísse do papel. É um projeto que vai baratear os custos das empresas, atrair novos investimentos e, o mais importante, gerar novos empregos. Vai tornar a Baixada Cuiabana mais competitiva, principalmente para as indústrias”, afirmou o governador Mauro Mendes.

A licitação será executada pela MT Par e os trabalhos ocorrerão em parceria com Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, por meio da MT Gás.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Cesar Miranda, destacou que, há pelo menos 15 anos, diversas empresas se instalaram na região do Distrito Industrial com uma promessa de que teriam gás natural para alavancar os investimentos.

“É um sonho sendo realizado para os empresários. Essa matriz energética vai possibilitar uma grande economia e, consequentemente, muitas atividades econômicas poderão ser melhoradas e impulsionadas. Pela primeira vez, Mato Grosso tem um contrato firme de gás com a Bolívia e, desta forma, conseguimos dar segurança de fornecimento aos empresários e atraímos mais investidores”, pontuou Cesar.

O presidente da MT Gás, Rafael Reis, frisou que com a rede de distribuição de gás no Distrito Industrial, os empresários terão acesso à matéria energética com preço acessível, volume de entrega e segurança jurídica.

“Além de tudo, é uma matéria energética que preserva o meio ambiente, pois reduz em 30% as emissões de gás carbônico. Esse trabalho é resultado do esforço do governador Mauro Mendes para que Mato Grosso tivesse o contrato firme de gás boliviano, o que tornou essa obra possível. Agora em parceria com a MT Par, vamos trabalhar para que em 15 dias possamos conhecer a empresa vencedora e assinar o contrato. A previsão é de que a obra seja concluída em 9 meses”, finalizou Rafael.

A licitação será realizada na modalidade de menor preço global e permitida apenas para empresas nacionais. As propostas das empresas interessadas serão entregues à Comissão Permanente em sessão pública, no dia 27 de junho, às 9h30.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.pnbonline.com.br/politica/governo-vai-construir-rede-para-levar-ga-s-ao-distrito-industrial/85092