(por Luciana Nunes/ o Bom da Notícia/Com assessoria)

image

(Foto: Ilustração/Secom-MT)

A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, anunciou em seu perfil no Instagram nesta sexta-feira (8), que está curada do câncer. No mês passado ela passou por uma retirada do tumor no pâncreas, em São Paulo.

“Durante todo o tempo, segui as orientações de cuidados e sei que por isso, recebi a tão esperada notícia de que estava curada. Parece que Deus me deu superpoderes para aguentar as dores e a chegar até aqui”,disse.

“Sigo em recuperação pós cirurgia para retirada do tumor no pâncreas e estou me sentindo cada dia melhor graças a Deus. Ainda são alguns dias de repouso e retorno a São Paulo para nova consulta com Dr Macedo [cirurgião]. Na próxima semana terei informações precisas sobre meu processo de cura. Farei os últimos exames. O Senhor, em sua infinita misericórdia, opera um milagre diário em minha vida. Sou testemunho vivo do seu amor”, acrescentou.

Virginia está em casa desde o último sábado (2), quando retornou de São Paulo, após retirada do tumor. Ela foi internada no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, no último dia 13 de junho hospital, sob os cuidados do médico Antônio Luiz Macedo que ficou, nacionalmente, conhecido por ter operado o presidente Jair Bolsonaro em 2018, após o episódio da facada.

Sua rápida recuperação surpreendeu a equipe médica, já que a primeira-dama, uma semana após o procedimento teve alta. Ficando ainda na capital paulista por algum tempo para os últimos cuidados antes de voltar para casa.

Poucos dias antes da internação e do procedimento cirúrgico, Virginia Mendes postou um desabafo em seu perfil no Instagram onde revelou que foi diagnosticada com câncer de pâncreas e por isso passaria por uma cirurgia. Ao ainda revelar que vem enfrentando problemas de saúde desde dezembro do ano passado e que também descobriu um câncer de pele. 

fd

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.obomdanoticia.com.br/politica/virginia-comemora-cura-do-cancer-e-retorno-a-sp-para-consulta-de-praxe-apos-retirada-de-tumor/176841