A medida é reflexo da saída do deputado federal Neri Geller (PP) da base governista

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (União), acredita que a possibilidade de palanque aberto para Senado Federal beneficia o projeto de reeleição do governador Mauro Mendes (União), mas não é vantajosa para os postulantes à senatoria.

“Eu acho que é uma possibilidade, já que, segundo a consulta que foi feita junto Justiça Eleitoral, isso é possível, de ter candidaturas avulsas. Então, se for possível e os candidatos aceitarem, é bom para o governador”, disse, acrescentando que os candidatos a deputado estadual do grupo governista também devem se beneficiar com a medida, caso ela seja adotada.

“Para os candidatos a deputados também é vantajoso, porque ninguém tem uma base consolidada. Mas o que vai definir isso são os candidatos, se eles aceitam isso. Eu só não vejo que seja bom para os candidatos a senador”, completou.

Em seu entendimento, essa é uma alternativa que está sendo levantada pelo chefe do Executivo estadual e demais partidos aliados, a fim de garantir a permanência de Mendes no comando do Palácio Paiaguás, sem pensar no projeto eleitoral ao Senado de cada agremiação do grupo.

“O Mauro está procurando o lado dele, porque se todo mundo apoiar ele, vai ser o melhor dos mundos pra ele. Pra ele é excelente”, finalizou.

Na noite dessa segunda-feira (11), os partidos aliados do governador se reuniram para tratar sobre essa possibilidade de ter o palanque aberto para o Senado Federal.

A medida é reflexo da saída do deputado federal Neri Geller (PP) da base governista. O congressista se aliou com o grupo de esquerda para viabilizar o seu nome para a disputa à senatoria.

 

 

Fonte: https://www.leiagora.com.br/noticia/122122/candidaturas-avulsas-ao-senado-so-sao-vantajosas-para-o-governador-avalia-botelho