Davi Valle

A Prefeitura de Cuiabá realizou, na segunda-feira (18), no formato virtual, a 1ª Reunião de Monitoramento e Realinhamento do Programa de Apoio ao Gerenciamento do Planejamento Estratégico dos Municípios – GPE, antigo Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI). O GPE é uma ferramenta que contempla as principais ações de sustentabilidade de Cuiabá, que é a quarta capital signatária no Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). A capital de Mato Grosso ocupa no ranking ocupa a 1.135º posição entre as 5.570 cidades que progrediram no cumprimento dos objetivos estabelecidos pela ONU.

Os trabalhos da reunião foram conduzidos pelo consultor e professor da UFMT, Paulo Henrique Desidério, que apontou que a estrutura do “Plano Estratégico – Cuiabá 2030” está definida de acordo com os eixos estratégicos do Pacto Global. Ele apontou durante a reunião que o município de Cuiabá já alcançou 58,9%, das 90 metas previstas até o final do ano de 2022.

A partir de agora as reuniões de  monitoramento serão realizadas mensalmente, com foco em analisar os aspectos estruturais das metas, iniciativas e ações lançadas no sistema do TCE, nesse caso o planejamento estabelecido para esse ano.

A perspectiva é de que, após esse momento de interação com o consultor e professor da Universidade Federal de Mato Grosso- UFMT, Paulo Henrique Desidério, o município faça uma análise das propostas como um todo.

“Desde o início do nosso Plano de Governo e,  agora, com a Agenda Cuiabá 2030,  foram alinhados as ações e indicadores e ações para atender aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável- ODS. São objetivos e metas claras que versam sobre melhorar a vida das pessoas que aqui vivem, tendo respeito à preservação ambiental”, declarou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Planejamento,  a Prefeitura de Cuiabá tem aproximadamente duas mil  ações de iniciativas estratégicas (programas e projetos) para acompanhar os 90 indicadores municipais inseridos no Sistema GPE/TCE que assegura o cumprimento das políticas públicas municipais ligadas à saúde, educação, obras, mobilidade, infraestrutura, economia e assistência social, entre outros.

“Queremos com a nossa política de planejamento estratégico transformar Cuiabá para os próximos dez anos. Nossa agenda focada nos objetivos sustentáveis, possui medidas ousadas para promover o desenvolvimento sustentável para a próxima década sem deixar ninguém para trás. Que esse esforço seja traduzido em resultados positivos frente aos nossos compromissos firmados com a sociedade cuiabana com a Agenda Cuiabá/2030”, pontuou o prefeito.

O secretário municipal de Governo, Luís Cláudio de Castro Sodré,  endossou a fala do chefe do Executivo Municipal ao reafirmar a necessidade do envolvimento de todos os secretários municipais frente as metas previstas para 2022.

“Queremos que cada secretário siga na busca constante dos propósitos. Que cada um verifique o seu compromisso para verdadeiramente garantir em Cuiabá, a cultura do planejamento estratégico, com o foco na obtenção de resultados satisfatórios e que gerem impacto à sociedade cuiabana”, detalhou o secretário municipal de Governo.

O novo GPE, sistema de apoio ao desenvolvimento das políticas públicas municipais, tais como de saúde, educação, infraestrutura, economia e assistência social foi implantado pelo Tribunal de Contas do Estado-TCE, no mês de março desse ano. A coordenação dos trabalhos é feita pela Secretaria de Planejamento,  apoio dos técnicos da Assessoria de Planejamento (ASPLAN) e acompanhamento do Tribunal de Contas do Estado- TCE.

“A Prefeitura de Cuiabá tem recebido apoio, orientação técnica do TCE-MT para realinhamento do Plano Estratégico de longo prazo, no período que compreende 2021-2030, organizados em quase 90 indicadores. É bom lembrar que Cuiabá, já é adeso ao programa há dez anos. São dez anos de implantação do programa em Cuiabá em parceria com o Tribunal de Contas e Universidade Federal de Mato Grosso”, detalhou o secretário municipal de Planejamento, Éder Galiciani.

“Meu papel, como secretário de Planejamento, é de garantir a execução do GPE, sobretudo que no Plano Estratégico de Cuiabá,  conste os compromissos do prefeito Emanuel Pinheiro, acordados com a sociedade cuiabana, em seu Plano de Governo, que confirma as demandas dos Conselhos de Políticas Públicas e, agora, por conta da inserção de Cuiabá, como uma das quatro capitais no Pacto Global, deve absorver as metas e ações, com um olhar sensível, com o foco para o viés da sustentabilidade”, afiançou Eder Galiciani.

O prefeito pontuou que, a partir dos dados de execução do planejamento, foram observados os avanços de Cuiabá, o quanto a cidade melhorou e progrediu e de que forma estão sendo vistas as entregas de obras, da satisfação dos munícipes no atendimento de seus anseios.

“Nosso compromisso,  por sermos uma gestão pautada na humanização, exige aprimorar a performance de nossas ações resultando no melhor desempenho dos serviços prestados à nossa população cuiabana, sempre com eficiência. A Agenda 2030 possibilitará o melhor atendimento, na busca dos melhores resultados, que transforme, cada dia mais, numa Cuiabá melhor para se viver”, concluiu Emanuel Pinheiro.
O próximo encontro está agendado para o dia 15 de agosto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://matogrossomais.com.br/2022/07/20/cuiaba-ja-atingiu-589-das-metas-no-objetivo-de-desenvolvimento-sustentavel-da-onu-para-2022/