A vida de Ludmilla não foi nada fácil. A cantora foi criada por sua mãe, Silvana Oliveira, que também teve uma passagem pela carreira artística quando foi mulata do Sargentelli, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Houve pouquíssimo contato dela com o pai enquanto crescia. Luiz Antônio da Silva foi preso pela primeira vez quando ela ainda era recém-nascida e passou a vida entrando e saindo da cadeia pelos crimes de roubo e furto. Viciado em jogo, hoje ele está em liberdade graças a ajuda da filha. Mas, segundo Silvana, ele tenta extorquir a família, pedindo dinheiro enquanto ameaça levar o caso à imprensa.

pai sempre foi assunto proibido para Ludmilla. Pessoas próximas da cantora sabiam apenas que ele nunca havia sido presente na vida dela, já que estava preso por roubo, e que é viciado em jogos. Ela evitava até mesmo tocar no nome de Luiz. Quem Lud considera como pai é seu tio China, irmão de Silvana, que ajudou a cuidar dela na infância e esteve ao lado dela desde o início da carreira.

“Ela nunca falou dele para mim. Eu só sei que ela amava muito o pai. Mas esse sempre foi um assunto proibido. Ela sentia uma decepção enorme e eu percebia muito mágoa, porque ele nunca cuidou dela, nunca visitou, nunca deu atenção nenhuma a ela”, afirmou Alexandre Baptestini, ex-empresário de Ludmilla e que a lançou na carreira musical, ainda como MC Beyoncé.

Relação turbulenta

O medo da família é de que Luiz procure a mídia e queira explorar a vida que está levando, se dizendo abandonado pela filha, o que Silvana garante não ser verdade. Além de Ludmilla, ele tem outros dois filhos. Já por parte de mãe, a cantora tem mais dois irmãos, Luane e Yuri. A coluna entrou em contato com os advogados do pai de Ludmilla, que afirmaram que ele está passando dificuldades financeiras e em depressão, e que só quer ter contato com a filha.

Na última vez, Ludmilla recebeu uma carta do pai e decidiu ajudá-lo a sair da cadeia. Ele ainda tinha sete anos de condenação para cumprir. Mas a cantora contratou advogados e conseguiu que ele fosse solto. Montou uma casa completa para ele, deu R$ 9 mil para ajudá-lo a recomeçar a vida e depositava todos os meses R$ 1.800. Mas ele vendeu tudo por causa do vício em jogo. E elas compraram tudo para montar a casa novamente. Mesmo assim, Luiz não ficou satisfeito. Ele chegou a pedir para a filha casa, carro e moto do ano.

Após cinco meses de ameaças, Silvana decidiu fazer um boletim de ocorrência por chantagem, extorsão e ameaça. Ela diz que Luiz ronda sua casa e que já enviou áudios com xingamentos, além de ter procurado Ludmilla na porta dos Estúdios Globo, o que deixou a filha muito abalada. Porém, o próprio delegado a orientou de que ele não pararia de pedir dinheiro mesmo com o pedido de distanciamento.