Caso está sendo acompanhado por psicólogos do setor de assistência estudantil

Estudantes fizeram “piada de mau gosto” e assustaram os colegas

Uma ameaça de massacre movimentou o curso de Física da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) na manhã de hoje (26), em Cuiabá (MT).

Dois estudantes usaram o status do WhatsApp para anunciar uma possível ação e, quando foram questionados pela coordenação do curso, alegaram ser uma brincadeira de mau-gosto.

Segundo o coordenador do curso, professor e doutor Elvis Lira da Silva, os rapazes estão nos grupos das disciplinas no WhatsApp e a situação foi visualizada por um dos docentes.

Na mesma hora, ele comunicou os responsáveis pelo curso, que acionaram a assistência estudantil, como é o procedimento obrigatório. Agora, ambos estão recebendo o suporte psicológico oferecido pela instituição.

“Mesmo eles admitindo o erro e alegando ser uma brincadeira, não podemos deixar de tomar todas as medidas cabíveis devido aos casos que aconteceram recentemente no Brasil”, afirmou.

Um dos colegas de turma da dupla disse que todos estavam muitos preocupados porque não é a primeira vez que eles fazem esse tipo de ameaça.

Há alguns meses, usaram o grupo de licenciatura da Física para dizer que soltariam um coquetel molotov no Restaurante Universitário (RU).

“Está rolando um comentário que um deles estava atrás de alguém que pudesse vender uma arma”. disse a estudante.

Ela não quis se identificar porque tem medo de retaliações.

 

 

 

Fonte: https://olivre.com.br