(por Wesley Santiago, olhardireto)

Após arrancar coração da tia, homem levou órgão em sacola para filha da vítima;  veja depoimento de prima

Foto: JK Notícias

Lumar Costa da Silva, 28 anos, responsável por matar e arrancar o coração da própria tia, Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, na noite da última terça-feira (02), no bairro Vila Bela, em Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá), colocou o órgão dentro de uma sacola de supermercado e a levou até a casa da filha da vítima, que ficou desesperada. O homem ainda ameaçou matá-la e teria tentado sequestrar uma menina de sete anos, por quem disse estar apaixonado.

O delegado André Ribeiro, da Polícia Civil de Sorriso e responsável pelo caso, contou que após abrir o tórax da tia, que ainda respirava, o homem colocou o coração dentro de uma sacola de supermercado e seguiu até a casa da filha da vítima, que mora no mesmo bairro.

Quando Lumar chegou, entregou a sacola para a filha da vítima, disse que a tinha matado e começou a xingá-la diversas vezes. Depois, exigiu a chave do carro, dizendo que se ela não o fizesse, seria a próxima vítima. O coração de Maria Zélia foi deixado em cima de um tanque.

No domingo (30), Lumar teria ido até a casa da prima e teria dito que queria beijar a filha dela, uma menina de apenas sete anos. Na noite de terça-feira, ele tentou sequestra-la, mas acabou impedido por um vizinho que viu a situação.

Após pegar um veículo (Citroen C3), Lumar saiu pela cidade e jogou o carro em um transformador de energia, após invadir o terreno da empresa Energisa. Ainda no local, o suspeito tentou colocar fogo no automóvel. Na sequência, ele seguiu a pé até a ser abordado pela Polícia Militar, na Rua das Videiras, bastante transtornado.

Segundo os militares, o suspeito reagiu e foi necessário uso progressivo e moderado de força física, com técnicas de imobilização, e ainda reforço policial.

O suspeito foi autuado em flagrante por homicídio qualificado, por motivo fútil e pode pegar até 30 anos de prisão. “Ele se demonstra muito frio, como se nada tivesse acontecido. Sorri, conversa com as pessoas, até gravou com alguns meios de comunicação, e não fala nada com nada. Mas, é muito frio e não demonstra nenhum arrependimento”, disse o delegado André Eduardo Ribeiro, que pedirá um exame de sanidade mental.

“É algo repugnante [o que aconteceu], este cara é um monstro. Ele não fala nada com nada, é perturbado. Não se pode dizer que é um animal, porque um não faz isso com o outro”, finalizou o delegado.

O caso

Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, foi morta e teve seu coração arrancado na noite da última terça-feira (02), no bairro Vila Bela, em Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá). O acusado de cometer o crime é seu próprio sobrinho, Lumar Costa da Silva, 28 anos. Além disto, o suspeito ainda tentou sequestrar uma menina de sete anos, mas acabou impedido por vizinhos.

Segundo as informações da Polícia Militar, o jovem foi até a casa de Patrícia Cosmos, filha de Maria e disse que havia matado a vítima, arrancado o seu coração e o colocado dentro de uma sacola plástica.

Depois, o acusado ainda disse para a mulher que era apaixonado pela filha de Patrícia, de apenas sete anos e que iria levá-la com ele. Um vizinho percebeu a movimentação e impediu que a menina fosse sequestrada.

Momentos depois, o suspeito invadiu a subestação da Energisa, que fica próximo ao Corpo de Bombeiros e jogou o veículo contra os motores. Ele acabou preso pela Polícia Militar.

Veja (a partir do minuto 26) a entrevista que a filha da vítima deu para a imprensa local: