Enquanto Brasília repassa estádio para iniciativa privada, Cuiabá acumula prejuízos

 

O valor arrecadado no ano passado pela Arena Pantanal é insuficiente para pagar um mês dos custos de funcionamento do estádio.

Informações da Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer (Secel), mostram que todos os eventos realizados em 2018 renderam R$ 200 mil. Já a despesa consome entre R$ 300 mil e R$ 350 mil por mês.

Um prejuízo que já foi descartado no Distrito Federal, onde a concessão da Arena Mané Garrincha foi passada para o consórcio Boulevard Show de Bola. A transação ocorreu em julho deste ano.

Esta semana, os novos gestores apresentaram uma das estratégias inovadoras para utilização do espaço: a construção de 14 salas e cinema e um drive in, em parceria com a empresa Cinépolis.

 

Fonte: https://olivre.com.br