Tentativa de homicídio ocorreu na casa da família, em Sorriso, quando a menina tinha apenas 12 anos e acusados ainda tentaram simular que vítima tentou suicídio

(Por CAROLINA HOLLAND, ReporterMT)

Marcos não poderá recorrer em liberdade; Meire terá o direito

Marcos não poderá recorrer em liberdade; Meire terá o direito

O Tribunal do Júri condenou o autônomo Marcos Medina Dornas, 26, e a professora Meire Maria Pereira Santos Melo, 49, por tentarem matar a filha adotiva de 12 anos com um fio de ventilador, dentro da casa da família, em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá). O julgamento foi nessa terça-feira (20). O casal foi condenado por tentativa de homicídio qualificado (motivo fútil, por asfixia, sem chance de defesa à vítima e feminicídio – por terem agido no âmbito de violência doméstica/familiar) e maus-tratos.

Marcos, que está preso, foi sentenciado a 13 anos de prisão em regime inicialmente fechado e sem direito de recorrer em liberdade. Já Meire, que foi solta em julho de 2018, recebeu pena de 14 anos e dois meses, também em regime inicialmente fechado, mas vai poder recorrer em liberdade da sentença.

O crime ocorreu na noite de 30 de agosto de 2017. No processo, a defesa do casal alegava que a garota teria tentado cometer suicídio.

Na sentença, a juíza Emanuelle Chiaradia Navarro Mano, que presidiu o júri, destacou que depois do crime, Meire, com consentimento do marido, retirou a filha do local do crime para ela ser banhada e trocar de roupa a fim de disfarçar os maus-tratos, e a tentativa do casal em atrasar o socorro – pedindo orações aos pastores chamados e atrapalhando o trabalho dos bombeiros.

A magistrada também destacou que a acusada demonstrou descaso com a filha, não chamou socorro “nem mesmo após a intervenção de seu líder religioso”, e que se negou a ir com a filha entubada até Cuiabá por causa de um casamento que ocorreria no dia seguinte, “precisando ser praticamente obrigada a acompanhá-la por conselheira tutelar”.

 

 

 

 

Fonte: https://www.reportermt.com.br/policia/casal-e-condenado-por-enforcar-filha-adotiva-com-fio-de-ventilador/123196