Nesta terça-feira, 04, o senador Cidinho Santos (PR/MT) e a Frente Parlamentar do Biodiesel estiveram em mais uma audiência com o presidente Michel Temer e o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, para discutir o aumento da mistura do biodiesel e a implantação do programa Renovabio. Também estiveram presentes os ministros Henrique Meirelles, da Fazenda, Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Antonio Imbassahy, da Secretaria de Governo.

O presidente Michel Temer confirmou o aumento da mistura do biodiesel ao diesel fóssil para 10% (B10) em março de 2018 e afirmou que apenas aguarda estudos técnicos para definição do aumento da mistura para o B9 a partir de setembro deste ano. A expectativa é que dentro de 30 dias já haja uma resposta.

O programa Renovabio, outro tema da pauta, também terá uma definição dentro desse prazo. O setor produtivo defende a implantação do sistema via medida provisória, para que tenha vigência imediata.

O Renovabio visa a expansão da produção e do uso de biocombustíveis no Brasil, baseada na previsibilidade, na sustentabilidade ambiental, econômica e social, e compatível com o crescimento do mercado e está alicerçado em quatro pilares: a introdução de metas de emissões de gases causadores de efeito estufa no mercado de combustíveis; inserção da certificação da produção de biocombustíveis; reforçar a fiscalização e o controle para evitar fraudes; e a criação dos créditos de descarbonização – um novo produto vinculado à produção de biocombustíveis.

Cidinho Santos é um defensor da utilização dos biocombustíveis no Brasil, sendo esta pauta constante em seus discursos e audiências. “Quando temos a oportunidade de processar o nosso produto, transformando o grão em óleo para o biodiesel e em farelo para ração, estamos gerando emprego e gerando renda dentro do nosso país, além de contribuir com o meio ambiente”, afirmou.

Estiveram presentes o presidente da Frente Parlamentar do Biodiesel, Evandro Gussi, o deputado federal Sérgio Sousa, o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), Carlo Lovatelli, o presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio), Erasmo Battistella, o presidente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio), Juan Diego Ferrés, e empresários do setor.

Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

 

fonte: Asecom