Casa de investigado na Opera��o Fausto

Dinheiro foi encontrado debaixo do colchão em endereço alvo da Polícia Federal no bairro Jardim Itália, em Cuiabá; havia R$ 7 mil escondidos lá

Um dos alvos de busca e apreensão durante a Operação Fausto, deflagrada pela Polícia Federal hoje (08) foi a Intercontinental Câmbio e Turismo, localizada na região central de Cuiabá. O  apurou que a PF identificou que o tráfico de drogas era financiado por meio de uma suposta empresa de turismo. A instituição comercial alugava veículos, imóveis e reservava hotéis na região de fronteira. Além disso, equipamentos eram comprados e os valores eram transferidos para os investigados e seus familiares.

A empresa também operava contratos aparentemente falsos de compra e venda de dólar, usando cadastro de pessoas sem autorização, esquema conhecido como “boletagem”. A reportagem do  constatou que o telefone está temporariamente programado para não receber chamadas.

Também foi alvo uma casa no bairro Jardim Itália, onde foram apreendidos cerca de R$ 7 mil dentro de um colchão. No total cinco pessoas foram presas na ação. Um mandado também está sendo cumprido em Pontes e Lacerda (a 500 km da Capital).

Os investigados vinham ostentando elevado padrão de vida, com imóveis sofisticados, carros de luxo e viagens a lazer, como é possível ver nas imagens divulgadas da operação. Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária nos Estados de Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais. As ordens foram expedidas pela 5ª Vara Federal de Mato Grosso.

A Polícia Federal informa que, a realização de operações de câmbio e a movimentação de moeda estrangeira de forma ilegal ou em desacordo com as normas do Banco Central (Bacen) e da Resolução do Conselho Monetário Nacional – CMN nº 3.568/2008, constitui crime contra o sistema financeiro nacional e indica lavagem de dinheiro.

Casa de investigado na Opera��o Fausto

Casa de alto padrão pertenceria a uma dos integrantes da organização criminosa

 

 

 

fonte: https://www.rdnews.com.br/policia/empresa-de-turismo-e-alvo-da-pf-em-cuiaba-agentes-encontram-r-7-mil-guardados-em-colchao-em-casa-de-luxo/130549