Nédio Germiniani só não teve a prisão em flagrante convertida em preventiva porque a vítima disse que não era necessário o uso de medidas prote

Fazendeiro é obrigado a usar tornozeleira eletrônica por determinação da Justiça

O fazendeiro de Sorriso acusado de espancar a namorada em um resort na região de Manso, no fim de semana, está usando tornozeleira eletrônica por determinação do juiz Geraldo Fidélis.

Nédio Germiniani, de 52 anos, só não teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pela Justiça porque a vítima, a namorada Helen Machado, de 21 anos, disse que não era necessário o uso de medidas protetivas contra o fazendeiro.

O depoimento dela, praticamente, engessou o trabalho do Ministério Público do Estado, representado pela promotora de Justiça, Sazenazy Soares Rocha Daufenbach, em agir de forma mais dura contra o agressor, e colocá-lo na cadeia.

Mesmo assim, segundo Geraldo Fidelis, a promotora solicitou à Justiça que o acusado passasse a ser monitorado eletronicamente, com uso de tornozeleira.

O agressor também deve manter-se afastado da namorada por 500 metros e está proibido de ter contato.

Helen passará a usar um botão de pânico.

O depoimento de Helen Machado de que não seria necessário o uso de medidas protetivas contraria diversas publicações que a mesma fez em suas redes sociais, veja posts abaixo.
No Instagram, ela comentou que chegou a ver a morte de frente e disse que o fazendeiro teria sido solto por ‘comprar’ a Justiça.

“Não quero dinheiro de ninguém. Só quero que sinta a angústia do medo e dor que senti. Ao fechar meus olhos via a morte em minha frente. Nunca fiz mal para ninguém, só fiz o bem para todo mundo, sempre tratei todo mundo tão bem, sempre fui companheira, mas infelizmente as pessoas boas são as que se dão mal e saem como a errada”, desabafou.

Ela ainda afirmou que o agressor deverá tentar justificar a sessão de espancamento afirmando que ela agredia o filho dele de 5 anos. “Nessa história, sei que ele vai fazer eu me pagar como a louca”, afirmou.

Além do fazendeiro, a filha dele, de 32 anos, no dia, também chegou a ser detida por ter atrapalhado o trabalho da PM.

Ela agrediu os policiais militares com tapas e tentou impedir a entrada no quarto aonde estava o suspeito.

O fazendeiro se recusou a abrir o quarto em que estava, mas um funcionário usou a chave reserva para abrir e o suspeito foi preso.

De acordo com o Tribunal de Justiça, mesmo com o depoimento da vítima, o Ministério Público deve prosseguir com a ação contra Nédio Germiniani.

O caso, agora, passa a tramitar no Fórum de Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá).

 

 

 

 

FONTE: https://www.reportermt.com.br/geral/fazendeiro-coloca-tornozeleira-e-deve-ficar-a-500-metros-da-namorada/129870