image

Secretário de Estado Saúde, Gilberto Figueiredo, estima que com o crescimento dos casos de Covid-19 e Mato Grosso, dentro de 15 dias não terá mais leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes adultos diagnosticados com o coronavírus.

O títular da pasta afirmou que não há perspectiva de ampliação de leitos de UTI no Estado nos próximos dias, por impossibilidades técnicas. Segundo ele, cada cidadão que não seguiu as medidas de segurança tem responsabilidade nisso.

“Levando em consideração as condicionantes presentes no momento, o elevado crescimento de casos linearmente no Estado, elevado crescimento de demanda pela internação hospitalar – seja enfermaria, seja em UTI -, já chegamos agora de manhã a 66% de ocupação dos leitos de UTI, fechamos a tarde de ontem em 63%. Nessa tendência, uma média de dois a três pontos percentuais de aumento por dia, em 15 dias nós não teremos leitos de UTI disponíveis”, disse Gilberto em coletiva de imprensa concedida na manhã desta quinta-feira (14).

A declaração ocorreu após reunião que tratava da escolha da modalidade de retorno às aulas na rede estadual de ensino. A projeção faz com que o Governo do Estado tenda a optar pelo retorno não presencial. Uma decisão oficial será anunciada nesta sexta-feira (15).

No final da tarde desta última quarta-feira(14), o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) indicava que a taxa de ocupação das UTIs adulto subiu ainda mais, chegando a 68.80%. O número de novos casos diários e de pacientes em isolamento domiciliar também tem crescido consideravelmente dia após dia.

 

 

 

Fonte: https://www.obomdanoticia.com.br/politica/gilberto-diz-que-em-15-dias-nao-havera-utis-disponiveis-em-mt-e-lamenta-falta-de-consciencia-da-populacao/92365