O governador Pedro Taques (PSB) afirmou nesta quarta-feira (28) que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PR), foi vítima de uma “patifaria” com a notícia de que um avião carregado de mais de 600 quilos de cocaína teria decolado de uma das pistas de sua fazenda.

 

O caso ocorreu na última segunda-feira (26), quando a Força Aérea Brasileira (FAB) anunciou que o avião interceptado teria saído da Fazenda Itamarati Norte, no Município de Campo Novo do Parecis (396 Km de Cuiabá), pertencente ao grupo Amaggi, da família do ministro.

 

No final do dia, ao prender o piloto e o copiloto do bimotor interceptado, a FAB confirmou que a dupla disse ter trazido a droga da Bolívia e que não estivera na fazenda de Blairo.

 

Isso é palhaçada. Isso mostra o prejuízo que uma notícia mal dada pode trazer ao cidadão. Quero aqui que o que fizeram com o ministro Maggi é uma patifaria

“Isso é palhaçada. Isso mostra o prejuízo que uma notícia mal dada pode trazer ao cidadão. Quero aqui dizer que o que fizeram com o ministro Maggi é uma patifaria”, disse Taques, durante evento no Palácio Paiaguás.

 

O governador afirmou que é necessário ter cautela e cuidado com as informações que são lançadas na imprensa ou na internet, por exemplo.

 

“Hoje, na sociedade que se denomina de pós-verdade, qualquer coisa que põe na imprensa, na internet, esse ‘troço’ vaza e não tem mais volta. É igual a palavra lançada. Igual a pena que sai de um travesseiro: não volta”, completou o governador.

 

Avião com cocaína

 

A Polícia Federal prendeu, no início da noite da última segunda (26), o piloto e o copiloto do avião bimotor interceptado pela FAB, no fim de semana, com 634 kg de cocaína, em Jussara, na região noroeste de Goiás.

 

Os dois ocupantes disseram à PF que trouxeram a droga da Bolívia e que não estiveram na fazenda Itamarati Norte, arrendada para a Amaggi.

 

Detidos na cidade de Itapirapuã, a 40 km de Jussara, eles também informaram que tinham como destino o Município goiano. Piloto e copiloto foram transferidos para a Superintendência da Polícia Federal em Goiânia.

 

A aeronave foi interceptada, no domingo (25), em uma operação conjunta entre FAB e o Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer).

 

fonte: http://www.midianews.com.br