Ogovernador Mauro Mendes (DEM) classifica como lamentável o embate entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em relação à vacina contra a Covid-19. Para Mauro, está claro que outros interesses estão se sobrepondo aos da população.

Mauro Mendes

O governador Mauro Mendes pediu bom senso na disputa acirrada entre Bolsonaro e Doria

“Parece que já estão olhando muito mais para 2022 do que para os problemas neste momento e aí fica essa disputa, ao meu ver clara, entre João Doria e Jair Bolsonaro. Pode até disputar, mas não pode colocar os interesses da população em segundo plano”, dispara, após agenda para debater o tema com os presidentes da Câmara e do Senado, Rorigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente.

As declarações foram dadas durante entrevista à Rádio Capital FM na manhã desta quarta (4). Mauro ressalta que o encontro foi para pedir ajuda ao Congresso. A ideia é que os parlamentares intermedeiem o diálogo entre o Instituto Butantan e o Governo Federal para que a vacina Coronavac possa ser comprada, quando estiver disponível – após a fase de testes. “Acreditamos no bom senso”, frisa Mauro.

O pedido de ajuda feito ao Congresso acontece após o ministério da Saúde anunciar parceria com o instituto e, depois, recuar devido à reação de Bolsonaro, que proibiu a compra. A situação causou polêmica porque ocorreu logo após os governadores serem informados sobre o cronograma de entrega das doses, durante reunião online com o ministro Eduardo Pazuello. Segundo o governador de Mato Grosso, a situação causou bastante estranheza. “Nós acreditamos que com essa intervenção do Congresso e bom senso, no final vamos ter a vacina e vamos superar esse momento da Covid-19”.

 

 

 

 

Fonte: https://www.rdnews.com.br/coronavirus/governador-diz-que-doria-e-bolsonaro-olham-para-2022-e-apela-ao-bom-senso/135920