Blairo Maggi, Neri Geller e Eumar Novacki

Blairo Maggi, Neri Geller e Eumar Novacki chefiaram o Ministério da Agricultura nos governos de Dilma Roussef e Michel Temer, até o final de 2018

OGoverno Federal gastou R$ 95,2 mil com o “auxílio-mudança” pago a três ministros de Mato Grosso que estiveram no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) nos últimos anos. Blairo Maggi e Neri Geller estiveram à frente da pasta nos governos de Michel Temer (MDB) e Dilma Roussef (PT), enquanto Eumar Novacki foi secretário-executivo do ministério e chegou a ocupar interinamente o cargo de ministro.

Os dados são apenas dos últimos dois anos e foram informados em pedido baseado na Lei de Acesso a Informação feito pela agência Fiquem Sabendo, especializada em transparência.

blairo maggi 680

Blairo Maggi é agricultor e deixou o governo em 2018 para voltar à atividade empresarial

O mais “caro” deles foi Novacki. Ele recebeu 42 pagamentos entre 19 de junho de 2018 e 26 de dezembro do mesmo ano que somaram R$ 51,3 mil, quando o presidente da República era Temer. Novacki esteve no Mapa entre 2016 e o final de 2018. O presidente Jair Bolsonaro assumiu o Palácio do Planalto em 1º de janeiro de 2019, colocando a ministra Tereza Cristina no cargo, e com ela outra equipe.

Antes disso, Eumar Novacki foi assessor técnico no Senado, entre 2011 e 2013, associado a Blairo, de quem também foi secretário no Governo do Estado. Além do Mapa, os pagamentos estão vinculados a outros setores ocupados por ele no Governo Federal, incluindo a Embrapa e a Conab. Coronel da Polícia Militar de Mato Grosso, ele ainda foi secretário da Casa Civil de Ibaneis Rocha (MDB) no Distrito Federal por quatro meses em 2019.

O ex-governador de Mato Grosso, ex-senador e ex-ministro Blairo Maggi recebeu pagamentos que somam R$ 27,6 mil para custear mudança de casa em Brasília. O período é praticamente o mesmo de Novacki, com diferença de poucos dias: entre 18 de junho de 2018 e 28 de novembro do mesmo ano. Todos os pagamentos estão vinculados ao Mapa. Antes de assumir o cargo de ministro em 12 de maio de 2016, Blairo já tinha casa na capital federal, pois era senador. Depois, deixou Brasília e a política, fixando residência novamente em Mato Grosso.

Para Neri Geller, o Mapa informou apenas um pagamento, de R$ 16,2 mil, em 22 de junho de 2018. O atual deputado federal, eleito em 2018, havia sido eleito em 2011 para esse mesmo cargo e em 2013 se licenciou para assumir a Secretaria de Política Agrícola do Mapa. Em 19 de março de 2014, ele assumiu o cargo de ministro por indicação da então presidente Dilma. Saiu em 2018 para disputar a eleição que o colocou no atual mandato de deputado.

 

 

 

Fonte: https://www.rdnews.com.br/executivo/governo-pagou-r-95-mil-de-auxilio-mudanca-a-blairo-e-2-ex-ministros-de-mt/131944