eduardo-chacina-folhamax3.jpg

Um fazendeiro e a neta dele, de 3 anos, foram assassinados a tiros na propriedade dele nesse domingo (30) em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá. De acordo com informações da Polícia Militar e da Polícia Civil, quatro homens armados entraram na propriedade e atiraram nas vítimas.

O filho do fazendeiro também teria reagido e atirado, mas também foi ferido, assim como a mulher do fazendeiro. Eduardo Ferreira dos Santos, de 45 anos, foi morto no local. A neta dele, a mulher, de 45 anos, e o filho, de 26, foram encaminhados feridos para o Hospital São Lucas.

Segundo testemunhas, no sábado (29), as mesmas pessoas foram até a propriedade para pescar supostamente sem autorização do fazendeiro. Eles teriam discutido com Eduardo e o grupo saiu do local.

A neta foi transferida para o Hospital Regional de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, mas não resistiu e morreu. Eduardo foi baleado no abdômen. O filho foi baleado na perna, a criança na cabeça e a mulher no abdômen.

A mulher disse à polícia que quatro homens armados chegaram na fazenda em um carro e começaram a atirar. Eduardo teria dito, antes de ser morto, aos suspeitos: ‘Agora vocês vieram aqui para atazanar minha família’.

A Polícia Civil investiga o crime. Nenhum suspeito foi preso ou identificado até o momento. O filho e a mãe da vítima continuam internados.

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.folhamax.com/policia/grupo-matou-fazendeiro-e-neta-apos-ser-proibido-de-pescar-em-mt/271874