“Lamentável” e “vergonhoso”. Desta forma, o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (PSB) definiu o retorno do deputado federal Valtenir Pereira ao PSB, partido o qual, de quebra, o parlamentar irá presidir em Mato Grosso.

 

Valtenir havia deixado a sigla em 2013 e, de lá para cá, passou pelo Pros, PMB e PMDB. Sua volta ao PSB foi oficializada em um ato na tarde desta quarta-feira (14), em Brasília.

 

Em uma nota publicada no perfil de sua esposa Vírginia Mendes no Facebook, Mauro acusou Valtenir de ter abandonado o PSB, em 2013, deixando o partido “arrasado”.

 

Ainda segundo o ex-prefeito, durante o período em que presidiu a sigla, Valtenir usou o partido pensando somente em projetos pessoais.

 

Valtenir abandonou o partido em 2013, sem dar satisfação a ninguém, levando a época todos os prefeitos, exceto eu, que era o prefeito de Cuiabá. Deixou inúmeros problemas e um PSB arrasado

“Valtenir abandonou o partido em 2013, sem dar satisfação a ninguém, levando à época todos os prefeitos, exceto eu, que era o prefeito de Cuiabá. Deixou inúmeros problemas e um PSB arrasado”, disse Mauro.

 

“Durante a sua estada na Executiva Estadual, procurou construir um partido para si e não para cumprir sua função política, social e sem nenhuma aderência aos conceitos que aprendemos com nosso líder Eduardo Campos e com todos os que fizeram a sua bela história”, afirmou o ex-prefeito.

 

No documento, Mauro afirmou também que, após a saída de Valtenir, o partido foi reconstruído, elegendo um grande número de filiados no Estado.

 

“Depois de muito trabalho, reconstruímos o PSB-MT e elegemos, em 2014, 2 deputados Federais, 4 deputados Estaduais, e, em 2016, 17 prefeitos e centenas de vereadores. Nunca em sua história o PSB teve tamanha representatividade em nosso Estado”, afirmou.

 

“Traidor”

 

O ex-prefeito também disse que os membros do PSB em Mato Grosso foram surpreendidos com a decisão do presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, em passar o comando do partido a Valtenir Pereira.

 

Tal decisão, segundo Mauro, é, no mínimo, contraditória, já que o deputado federal Fabio Garcia foi destituído da presidência após votar favorável à reforma trabalhista do presidente Michel Temer (PMDB), mesmo voto proferido por Valtenir, a quem ele classificou como “traidor”.

 

“Se o motivo de tirar o deputado Fabio da presidência do PSB-MT foi ele ter votado a favor da reforma trabalhista, contrariando a executiva, por que chamar o deputado Valtenir, que traiu e abandonou o PSB, para novamente filiar e entregar a ele o diretório estadual, se Valtenir também votou a favor da aprovação desta matéria na Câmara!!!”, disse o ex-prefeito.

 

“Já ouvi dentro do PSB nacional adjetivos negativos muito fortes sobre o caráter e o comportamento deste deputado. O que mudou? Onde está a vergonha na cara e o respeito com quem faz um trabalho sério? Uma incoerência ou uma mentira? Qual será a verdadeira intenção? A luta continua!”, disparou Mauro.

 

Leia nota na íntegra:

 

“Prezados Membros do PSB

 

LAMENTÁVEL e VERGONHOSO!!!!!

 

São exatamente estas as poucas palavras que me vieram para definir o sentimento que tive, quando fui informado da decisão do Pres. Carlos Siqueira de filiar o Deputado Valtenir Pereira novamente ao PSB e depois entregar a ele a Presidencia do diretório estadual em MT.

 

Valtenir abandonou o partido em 2013, sem dar satisfação a ninguém, levando a época todos os prefeitos, exceto eu, que era o prefeito de Cuiabá. Deixou inúmeros problemas e um PSB arrasado.

Durante a sua estada na Executiva Estadual, procurou construir um partido para si e não para cumprir sua função política, social e sem nenhuma aderência aos conceitos que aprendemos com nosso líder Eduardo Campos e com todos os que fizeram a sua bela história.

 

Depois de muito trabalho, reconstruímos o PSB-MT e elegemos em 2014 02 dep. Federais, 04 dep. Estaduais, e em 2016, 17 prefeitos e centenas de Vereadores. Nunca em sua história o PSB teve tamanha representatividade em nosso Estado.

 

Recentemente fomos surpreendidos com a decisão de Carlos Siqueira de substituir o Dep. Fabio Garcia da presidência estadual do PSB-MT, sob alegação de que ele teria votado contra uma decisão da executiva nacional na reforma Trabalhista. Porém, de forma equivocada e arbitrária, ele destitui a todos os membros e inclusive a mim, que ajudei a reconstruir o partido no estado. Faltou respeito, gratidão e seriedade nesta decisão. Se ele fez conosco, um dia poderá fazer com qualquer filiado, em qualquer estado.

 

Se o motivo de tirar o Dep. Fabio da presidência do PSB-MT foi ele ter votado a favor da reforma trabalhista, contrariando a executiva, porque chamar o deputado Valtenir, que traiu e abandonou o PSB, para novamente filiar e entregar a ele o diretório estadual, se Valtenir também votou a favor da aprovação desta matéria na Câmara!!! Já ouvi dentro do PSB nacional adjetivos negativos muito fortes sobre o caráter e o comportamento deste deputado.
O que Mudou?? Onde está a vergonha na cara e o respeito com quem faz um trabalho sério??

 

UMA INCOERRÊNCIA OU UMA MENTIRA??? QUAL SERÁ A VERDADEIRA INTENÇÃO???
A LUTA CONTINUA!!!!”

 

Mauro Mendes
Membro da Executiva Nacional
Filiado ao PSB-MT

Fonte: http://www.midianews.com.br