O governador Mauro Mendes (DEM) criticou nesta terça-feira (02) “lobistas” que estariam defendendo a continuidade do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá. Mendes ressaltou ainda que não é possível construir o BRT (em português, ônibus rápido no trânsito) em Várzea Grande e dar continuidade ao VLT na Capital.

mendes.jpg

“Várzea Grande está alinhada conosco, não dá para fazer um BRT lá e um VLT em Cuiabá. É inimaginável, não tem o menor fundamento isso, a não ser [por] meia dúzia de pessoas e alguns lobistas contratados pelo consórcio para defender a posição deles. É claro, [as empresas do consórcio VLT] vão ter que devolver mais de R$ 1 bilhão para o Estado”, ressaltou o governador.

Desde que foi anunciada a troca do VLT para o BRT, em dezembro do ano passado, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) se posicionou contra a decisão. Segundo Emanuel, Cuiabá não foi ouvida sobre a mudança e o prefeito busca, juridicamente, anular a implantação do novo modal na Capital.

No dia 21 de janeiro, Emanuel confirmou a criação de um comitê municipal de análise técnica para a definição do modal em Cuiabá. Contudo, Mendes criticou a comissão municipal e ressaltou que a troca do BRT é uma decisão segura, embasada em 1400 laudas de um estudo técnico feito em parceria com a Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana.

“Agora, essa comissão dele [Emanuel Pinheiro] é dele, ele criou, é deles com eles mesmos, não sei onde ele quer chegar com isso. O governo está pagando a conta e escolheu isso tecnicamente. Tem mais de 1400 laudas de estudo técnico feito por profissionais que indicaram por esse caminho, eu estou muito seguro disso”, comentou.

Além disso, Mendes declarou que caso a prefeitura não aceite o BRT, o investimento milionário no modal seria aplicado em outros municípios do interior do Estado.

“Agora, a prefeitura vai chegar em um momento que vai ser instada a dizer se ela quer ou não quer, eu já disse isso. Se ela [prefeitura] não quiser o BRT aqui em Cuiabá, para tudo e ficar sem o BRT aqui em Cuiabá. O interior vai querer esse investimento de mais de R$ 400 milhões que nós temos em caixa”, comentou.

 

 

fonte: https://www.hnt.com.br/politica/mendes-critica-lobistas-pro-vlt-e-dispara-nao-da-para-fazer-um-brt-em-vg-e-um-vlt-em-cuiaba/203693