Jovem de 20 anos perdeu o título de miss depois que debochou de trabalhador

(Por Camilla Zeni, o livre)

A estudante de fisioterapia Bruna Reis Figueiredo, de 20 anos, publicou uma nota na qual afirma lamentar o episódio em que se envolveu. Ela, que era Miss Campo Novo do Parecis 2019, perdeu a coroa depois de debochar de um entregador da Uber Eats, que trabalhava de bicicleta.

O caso repercutiu na semana passada, depois que a miss publicou um vídeo considerado vexatório em seu Instagram.

Na nota publicada após o acontecido, a jovem afirma que não tinha a intenção de zombar do rapaz.

Apesar de mencionar entregas de comida em seu vídeo, a miss diz em nota que sequer sabia o que era o aplicativo da Uber Eats. Ela garante que apenas depois do caso é que soube sobre a empresa e que ela permite entregas por bicicleta.

Em outro trecho, Bruna afirma lamentar o ocorrido, e garante: “jamais havia maldade em meu coração quanto ao que postei”. Ela diz ainda que a interpretação é individual, e que respeita os comentários, reconhecendo que “se expressou mal”.

Em nota, a jovem ainda alega estar sendo vítima de “má-fé”, devido ao “mérito” com o concurso de miss. Ela finaliza avisando que, diante das mensagens e para garantir sua integridade mental, desativou as redes sociais.

O caso

Nas imagens, Bruna afirmou não ter a intenção de desmerecer o funcionário, mas comentou: “É aí que você vê o porque de sua comida chegar atrasada. A pessoa está de bicicleta, tá na marcha lenta. A pessoa não consegue nem subir a ladeira”.

As palavras da jovem foram mal recebidas pelos seguidores e usuários da internet, que criticaram a brincadeira da representante mato-grossense.

O comportamento da jovem levou os organizadores do concurso Miss Mato Grosso 2019 a tirarem seu título. O anúncio foi feito na noite de sexta-feira (25).

“Bruna feriu os princípios que regem o concurso e a função que uma representante precisa exercer durante o período em que assumiu o compromisso de ser miss”, dizia em nota encaminhada à imprensa.

Entregador é premiado

O entregador filmado pela miss é Luiz André, de 22 anos. De carteira assinada, Luiz André trabalha como frentista. Nas horas vagas, é entregador de comida.

O meio de transporte ridicularizado, a bicicleta, sequer é de Luiz, segundo ele. Aliás, ele diz que comprou por R$ 150, mas que ainda não pagou a dívida.

Ainda de acordo com o jovem, no dia em que foi filmado ele começou a trabalhar mais cedo, porque havia jogo de futebol. Naquela quarta-feira ele fez sete entregas. No fim da noite, recebeu da empresa de aplicativo o total de R$ 27. A revelação foi feita na manhã desta segunda-feira (28), quando ele esteve no Programa do Pop, da TV Cidade Verde.

No programa, Luiz teve uma surpresa: ganhou de presente uma motocicleta doada pelo Grupo Mônaco, concessionária da Honda em Cuiabá.

Mas ele não tem carteira de habilitação para pilotar a motocicleta. Então, ganhou de presente as aulas em uma autoescola, doadas pelo grupo de televisão. O rapaz não conseguiu conter as lágrimas.

Ainda foi revelado no programa que Luiz André está sendo assistido por duas advogadas e estuda processar a ex-miss pelo constrangimento que sofreu.

 

 

Fonte: https://olivre.com.br