Ao todo, 400 universidades de 20 países foram listadas; entenda

Enfrentando dificuldades financeiras e de gestão, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) ficou em 138º lugar em um ranking das 400 melhores universidades da América Latina.

O “QS World University Latin America 2020” foi elaborado pela consultoria britânica de ensino superior QS Quacquarelli Symonds. A pesquisa foi divulgada neste mês de outubro. Ela é considerada uma das principais classificações internacionais de universidades.

A listagem é liderada pela instituição particular Pontifícia Universidade Católica de Chile (UC). A primeira universidade pública vem em seguida, sendo inclusive brasileira. Trata-se da Universidade de São Paulo (USP), na segunda posição.

Ao todo, 94 instituições brasileiras foram relacionadas pela consultoria. Dessas, 43 são universidades federais, 13 são estaduais e 38 são particulares.

De Mato Grosso, a UFMT foi a única a ser relacionada.

Critérios

Conforme a publicação, o ranking leva em consideração oito critérios. São eles: 1) reputação acadêmica; 2) reputação de empregabilidade; 3) proporção professores/alunos; 4) rede de pesquisa internacional; 5) impacto na internet; 6) número de professores com doutorado; 7) número de artigos por professor; e 8) citação de artigos científicos.

A melhor pontuação da UFMT é quanto à proporção professor/aluno (99,3), seguida do número de docentes com doutorado (81).

A menor nota foi quanto ao impacto causado na internet. Ele avalia também as ponderações da comunidade internacional e a habilidade da universidade em atrair alunos. A nota foi de 3,1.

No final, a média da universidade mato-grossense foi de 37,3 – em um ranking que vai até 100.

Pontuação da UFMT segundo critérios da QS (Imagem: Divulgação)

A consultoria ainda aponta que, se comparada com as universidades do Brics – bloco econômico formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, a UFMT ocupa o 132º lugar na lista.

Mas essa posição representa uma piora no desempenho, considerando que em 2018 a federal mato-grossense foi ranqueada em 110º lugar.

Brasileiras

Das instituições brasileiras, 27 estão no TOP 100 das universidades latino-americanas.

Entre as particulares, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) foi a melhor colocada, conquistando o 15º lugar.

Das federais, a UFRJ abriu a lista, ficando na 9ª posição. No entanto, outra instituição pública brasileira também figura no TOP 10, além da USP (2º): a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), listada como a 5ª melhor.

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) não compôs a lista.

 

 

FONTE: https://olivre.com.br