img

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) manifesta profundo pesar pelo falecimento do deputado estadual Silvio Fávero.
O presidente da OAB-MT, Leonardo Campos, lamenta com pesar a partida do deputado que também era advogado. Em sua homenagem, será decretado luto oficial na OAB-MT.
“No parlamento a Ordem perde seu maior defensor. Ele sempre atuou ao nosso lado, em favor das pautas da advocacia, em defesa de nossas prerrogativas. É uma perda imensurável. Hoje, perco também um amigo”, lamentou.
Fávero contribuiu com a instalação da OAB em Lucas do Rio Verde, ocupando inclusive o cargo de vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente. À ocasião da entrega do terreno que vai abrigar a nova sede da Subseção, Fávero foi homenageado pelos serviços prestados à advocacia.
A diretoria da OAB-MT manifesta solidariedade à mãe do parlamentar, Angélica, à esposa Katia e os três filhos: Gabriel, Gustavo e João Ricardo.
COVID
Fávero estava internado para tratar do quadro de Covid-19 na UTI do Hospital Amecor, em Cuiabá, para onde foi transferido no sábado (6). Antes, estava em hospital em Lucas do Rio Verde, cidade onde morava e sua base eleitoral. O quadro de saúde se agravou nesta madrugada chegando no início da tarde, deste sábado (13), ao quadro de infecção generalizada quando veio a óbito.
BIOGRAFIA
Silvio Antonio Fávero é natural de Umuarama-PR, nasceu em 31 de agosto de 1966. Casado, três filhos, advogado, empresário e produtor rural. Foi também vice-prefeito da cidade de Lucas do Rio Verde-MT.
Sua história em Mato Grosso começou em 1990.
Foi um dos primeiros advogados de Lucas do Rio Verde – considerado o defensor público com mais ações gratuitas na região. Auxiliou na instalação do prédio da Justiça do Trabalho para o município e participou da fundação de diversos bairros da cidade.
Por oito anos prestou assessoria jurídica à Câmara de Vereadores de Lucas, atuou, também, como procurador do município e secretário de Administração na gestão Otaviano Pivetta.
De origem humilde, Silvio começou a trabalhar aos 9 anos de idade, para ajudar no sustento da família. Filho de seo Sebastião e dona Angélica, Silvio vem de uma família de cinco irmãos.
Diante das limitações financeiras, ainda jovem, Silvio se viu obrigado a mudar-se e tentar a vida fora. Trabalhou como feirante dos 9 aos 14 anos.
Silvio conciliava o trabalho como feirante aos finais de semana, com a função de servente de pedreiro nos dias de semana. Sua facilidade em fazer amizades e conversar sobre tudo abriu portas e ele foi trabalhar, ainda jovem, em uma Cooperativa em Porecatu-PR. Na cooperativa exerceu a função de Office-boy.
Outro grande desafio de Silvio foi superar um câncer. Ele também se dedicou a trabalhos assistenciais. Em Lucas do Rio Verde fez história junto ao Rotary, inclusive foi um dos fundadores: Lions de Visão, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e Lar do Idoso.
Fonte: https://www.oabmt.org.br/noticia/17262/%22no-parlamento-a-ordem-perde-seu-maior-defensor%22–diz-presidente-da-oab-mt-sobre-favero