O deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) rebateu seu colega de Assembleia Legislativa, José Domingos Fraga (PSD), que defendeu a permanência do PSD à frente da Secretaria de Meio Ambiente (Sema).
Atualmente, a Sema é comandada pelo vice-governador Carlos Fávaro (PSD), que já declarou que deve deixar a Pasta dentro de seis meses.
“O partido [PSB] pediu cargo na Metamat [Companhia Mato-grossense de Mineração] e na Sema. Recebemos o compromisso do governador de que em março o PSB assume a Sema”
Oscar ainda declarou que o posicionamento de Fraga seria por conta da quantidade de novos nomes ligados ao PSB, que estão compondo o primeiro e segundo escalão no Governo do Estado.
No entanto, Oscar garantiu que tais indicações, como a do ex-vereador Leonardo de Oliveira (PSB) – para a Secretaria de Estado de Esportes -, tem relação a compromissos feitos pelo governador Pedro Taques (PSDB) no decorrer das eleições municipais em Cuiabá.

“Sema e Metamat têm indicação do partido e que não foi nomeado ainda. Tudo isso que foi nomeado [menos no caso do deputado Max Russi], não foi indicação, mas compromisso assumido pelo governador [Pedro Taques]”, disse.

“Então, essas indicações não justificariam o governador decidir cortar a Sema, como o Zé Domingos está buscando”, afirmou.

Participação no Governo

O posicionamento de Oscar em resposta a Fraga demonstra a disputa por espaço no Governo do Estado.
O partido do ex-prefeito Mauro Mendes (PSB) tem o maior número de representantes na atual gestão.
O deputado Max Russi (PSB), por exemplo, assumiu a Secretaria de Assistência Social. O suplente de vereador Onofre Junior (PSB) foi nomeado como superintendente do Procon. Além disso, Secretaria de Agricultura Familiar é comandada por Suelme Evangelista, presidente regional do PSB.

Recentemente, o secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, anunciou que outros membros da Gestão Mendes devem ser aproveitados no Governo do Estado.

Já o partido do vice-governador é a maior bancada do Legislativo e cobra maior prestígio no Executivo Estadual.

Fonte: midianews.com.br