O prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) afirmou que ainda vive um período de “lua de mel” com a cidade, mas admitiu que já há sinais de crise em seu secretariado – e que poderá fazer mudanças na equipe.

“Estou em lua-de-mel com a cidade, com a Câmara de Vereadores também. Não tenho problema com nenhum vereador, pelo contrário. Há um clima de harmonia total com os vereadores. Repito: estou em lua-de-mel com a cidade, não tenho nem vontade de dormir tamanha minha felicidade, minha realização sendo prefeito de Cuiabá”, disse, em entrevista na última sexta-feira (24).

Ao ser questionado se o mesmo clima está se repetindo com seu secretariado o prefeito respondeu: “com alguns eu ‘tô’ (em lua de mel). Agora, outros precisam dar uma adequada aqui, acolá. Pode estar chegando a primeira crise, precisa discutir melhor a relação”, afirmou Pinheiro.

 

Pode ser que aconteçam mudanças, isso é normal. O cargo é demissível. Qualquer secretário, qualquer cargo comissionado, sabe que não é dono do cargo

O prefeito disse que não descarta, inclusive, a possibilidade de mudar algumas peças no staff.

“Pode ser que aconteçam mudanças, isso é normal. O cargo é demissível. Qualquer secretário, qualquer cargo comissionado, sabe que não é dono do cargo”, disse.

 

“(As mudanças podem ocorrer) por vários motivos, inclusive de foro íntimo. O secretário pode entregar o cargo, pode sair, o prefeito pode mudá-lo, não tem nenhum problema nisso. Respeito a todos. Estou satisfeito com minha equipe. Agora, se precisar fazer alguma alteração, alguma adequação, vou fazer sem problema”, afirmou.

Na semana passada, por exemplo, a secretária de Educação, Mabel Strobel, se licenciou do cargo, por dez dias, sob a justificativa da necessidade de realizar um tratamento de saúde.

Nos bastidores, há informações de que ela não deve retornar. O prefeito, contudo, disse que a volta ainda vai ser avaliada.

“Vou conversar com ela. A secretária saiu para um tratamento de saúde. Nomeei um secretário interino por dez dias e eu vou avaliar com ela, ao final de dez dias vamos ver como ela vai estar. Espero que bem recuperada”, disse Emanuel.

Ao ser questionado sobre a possibilidade de substituição da secretária, ele desconversou: “Vai depender do estado de saúde dela”.

“Nesses 90 e poucos dias de Governo, é natural que eu avalie todos os secretários. Todos eles têm metas a cumprir, tem programa de Governo, tem um estilo do prefeito que tem que ser seguido, tem que ser respeitado, eles sabem disso, não os deixo em paz um minuto nesse ponto. Às vezes, alguns vão bem outros não. É normal a alternância nesses cargos de confiança”, concluiu.

 

Não estou com pressa para encaminhar essa reforma. Estou avaliando, estudando, conversando com o Governo Federal, estou vendo algumas decisões que sejam importantes estrategicamente para Cuiabá

Reforma administrativa  

O prefeito também afirmou que não há uma data para que o projeto de reforma administrativa do Alencastro seja encaminhado à Câmara de Vereadores.

Emanuel diz que ainda está avaliando algumas mudanças que passam, inclusive, por discussões envolvendo a possibilidade de o município receber um maior volume de recursos da União.

“Não estou com pressa para encaminhar essa reforma. Estou avaliando, estudando, conversando com o Governo Federal, estou vendo algumas decisões que sejam importantes estrategicamente para Cuiabá e que vão ser o foco da nossa gestão”, disse.

“Na minha cabeça, espero encaminhar (o projeto) nas próximas duas semanas, mas também não há uma obrigatoriedade. Vou encaminhar a hora que eu consolidar as mudanças”, afirmou.

Entre as alterações administrativas a serem realizadas pelo prefeito estão, por exemplo, o desmembramento de algumas secretarias.

É o caso da secretaria de Governo e Comunicação, uma das que Emanuel já disse que será desmembrada.

“Estou tomando as melhores medidas para dar dinâmica a máquina pública, a flexibilidade e agilidade que eu preciso para fazer frente as inúmeras demandas que nossa Capital exige e merece”, concluiu.

 

 

Fonte: http://www.midianews.com.br/politica