Quadro será reduzido de 4 mil para 2.751 funcionários

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

 

A estatal Furnas Centrais Elétricas pretende lançar um programa de demissão voluntária (PDV) para reduzir o quadro de funcionários de 4 mil, com mil terceirizados, para 2.751. Ainda não há data marcada para o lançamento do plano. Em Mato Grosso, Furnas detém o controle do funcionamento da Usina de Manso e tem participações na Usina Hidrelétrica do Teles Pires e na subestação de Paranaíta.

O presidente da empresa, Luiz Carlos Ciocchi, disse na última terça-feira (30) à Agência Brasil que o número foi definido pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest), vinculada ao Ministério da Economia. Os planos de demissão consensuada dependem da Eletrobrás.

Ciocchi destacou que não há exigência da Eletrobrás para que ocorra a redução de funcionários. Ele disse que se trata de um processo que vem sendo perseguido desde 2015, com os PDVs, de forma que se consiga “equilibrar as responsabilidades da empresa com o contingente de pessoal”.

Cortes em Mato Grosso

Por meio da assessoria, Furnas explicou que a diminuição do número de funcionários é uma orientação da Sest e representa um processo conduzido junto à Eletrobras. Destacou que ainda não há um detalhamento definido por Estado.

Segundo a assessoria, a redução do quadro será realizada de forma a não impactar a excelência operacional da empresa, que está assegurada por meio da incorporação de novos processos e do uso de tecnologias de comunicação e de automação.

 

 

Fonte: https://olivre.com.br/programa-de-demissoes-de-furnas-deve-atingir-funcionarios-de-mt