O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, decidiu destituir todo o diretório regional de Mato Grosso. Entre os membros estão o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes e o deputado federal Adilton Saquetti, que era o vice-presidente.

De acordo com a assessoria da sigla, o motivo foi o voto do deputado federal Fabio Garcia a favor da reforma trabalhista do presidente Michel Temer (PMDB). Na última semana, ele foi destituído do cargo de presidente do partido em Mato Grosso.

Siqueira levou em consideração o fato de que aqui no Estado, havia, na verdade, uma comissão provisória. Segundo o regimento interno, para ser formado um diretório regional fixo, é preciso ter 5% do total de votos para deputado federal no Estado. Entretanto, aqui no Estado, o PSB não atingiu o quociente necessário.

Desta forma, segundo Siqueira, é prerrogativa do diretório nacional nomear ou destituir uma comissão provisória.

Ele disse, por meio de sua assessoria, não ter data ainda de quando nomear os próximos membros do diretório.

Recurso

Na última semana, o deputado federal Fábio Garcia e outros presidentes regionais do PSB destituídos de suas funções protocolaram um recurso pedindo a revogação da decisão do presidente nacional da sigla.

Eles chegaram a se encontrar com Siqueira. Entretanto, em conversa com o grupo, o cacique afirmou que a decisão não seria mudada, já que a decisão de votar contra a reforma de Temer foi uma decisão de 95% da Direção Nacional.

E, segundo o estatuto da sigla, o filiado que descumprir as decisões tomadas democraticamente nos congressos do partido, estará sujeito a uma série de medidas, entre elas a destituição de função em cargo partidário.

Desta forma, ele disse que o recurso do grupo seria “inócuo”.

Comissão de Ética

Os 14 deputados federais do PSB que votaram favoráveis a reforma, entre eles Fábio Garcia, responderão, nas próximas semanas, a representações internas protocoladas por filiados.

Segundo a assessoria do partido, já há uma série de representações pedindo a punição dos favoráveis à reforma, entre elas até mesmo a expulsão.

A análise dos pedidos será feito pela Comissão de Ética do PSB.

Veja formação da comissão provisória em Mato Grosso:

Deputado federal Fábio Garcia – Presidente

Mauro Mendes – Presidente de honra e Secretário de Formação Política

Deputado federal Adilton Saquetti – Vice-presidente

Adriano Müller – Secretário-geral

Deputado estadual Max Russi – Secretário de Finanças

Deputado estadual Eduardo Botelho – Secretário de Movimento Partidário

Deputado Estadual Oscar Bezerra – Secretário de Organização Partidária

 

Fonte: http://www.midianews.com.br