Senadora denunciou o caso ao Ministério Público Estadual; Prefeitura disse que estoque foi reabastecido

A senadora Selma Arruda (PSL) denunciou a falta de uma série de insumos no Pronto-Socorro de Cuiabá, que estaria inclusive levando pacientes internados a “morrerem de fome”.

Em um vídeo, publicado em suas redes sociais nesta semana, a parlamentar afirmou que levou a denúncia ao promotor de Justiça Alexandre Guedes. Na postagem, ela culpou o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) pela situação da Saúde no município.

“Estou aqui hoje para denunciar uma situação insustentável pela qual está passando a Saúde de Cuiabá. Nós temos um Pronto-Socorro em Cuiabá que está fazendo seus pacientes de UTI passarem fome”, disse.

“Conversei com o promotor Alexandre Guedes, no final de semana, e denunciei esta situação, para que o Ministério Público tome as providências. Não estou aqui para fazer política. Não faço política municipal. Sou uma senadora da República e trabalho aqui em Brasília. Mas estou aqui denunciando este caos na Saúde Pública de Cuiabá, colocando a responsabilidade no prefeito Emanuel Pinheiro”, afirmou.

 

A pessoa que está na UTI e está sendo alimentada por sonda, não tem como se alimentar. Essa pessoa está inconsciente e morrendo de fome

Entre os itens em falta no hospital, elencados por Selma, estão luvas de procedimento, sonda de aspiração, nasogástrica e nasoenteral, seringas, esparadrapos e uma série de medicamentos.

“Está faltando sonda nasoenteral. Sabe o que significa a falta desta sonda? A pessoa que está na UTI e está sendo alimentada por sonda, não tem como se alimentar. Essa pessoa está inconsciente e morrendo de fome, de inanição, no Pronto-Socorro. A falta dessa sonda significa que as pessoas estão morrendo de fome lá”, disse.

“Vocês sabiam que os funcionários estão levando esparadrapo de suas casas porque têm dó dos pacientes? As enfermeiras, as técnicas de enfermagem, estão levando esparadrapo de casa para poder fazer curativo em pacientes internados em UTI”, afirmou.

“Tem uma lista enorme de medicamentos, mas só para vocês terem uma ideia, nem medicamento para dor tem no Pronto-Socorro. Então, estou aqui para fazer essa denúncia”, completou.

Veja o vídeo da senadora:

Estoque de insumos

Após a divulgação do vídeo da senadora, a Prefeitura de Cuiabá informou que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebe, nesta quarta-feira (08), um estoque de insumos para atender todas as unidades hospitalares do município.

Segundo o secretário de Saúde, Luiz Antônio Possas de Carvalho, os insumos estiveram no limite no último final de semana, mas negou a falta de medicamentos.

“Chegamos ao limite do estoque dos insumos no Pronto Socorro no último final de semana, mas não faltou nenhum medicamento ou material de trabalho dos profissionais de saúde e no sábado, novo estoque chegou à unidade, não comprometendo o trabalho das nossas equipes”, disse.

A Prefeitura ainda deve se posicionar sobre as declarações da senadora Selma Arruda.

 

 

Fonte: https://www.midianews.com.br