Uma estudante universitária, identificada como Kaysa Maurícia Ferreira da Silva, de 23 anos, sofreu um aborto na terça-feira (26), após uma suposta negligência médica. A jovem estava grávida de 5 meses, e após perder o filho, descobriu que o feto ficaria retido no Hospital Santa Helena.

A unidade se recusa a entregar o feto que será enviado para estudos universitários, alega a família.

Segundo o relato da sogra da jovem, Débora Bueno, explicou que sua nora deu entrada na unidade na segunda-feira (25), às 16h, onde foi consultada e medicada. Kaysa deixou o hospital, por volta de 19h, e foi para casa, onde horas depois começou a passar mal.

Ela retornou ao Hospital Santa Helena, onde passou por novo atendimento e saiu às 4h da manhã. Ela chegou em casa e foi tomar um banho, por volta de 5h, momento em que perdeu seu filho.

Débora relata que tudo aconteceu porque foi ministrado um medicamento no primeiro atendimento, remédio o qual  não pode ser ingerido por gestantes.

Emocionada, a mulher relembra que o neto foi expelido e deu o último suspiro em seus braços. “Eu o segurei até que o Samu chegasse”, conta.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) levou a jovem e o feto para o Hospital Santa Helena, onde novos problemas surgiram. Inicialmente, foi informado que o menino passaria por exames para identificar às causas do aborto.

Por fim, o corpo foi retido, e foi dito que ele seria destinado para estudos universitários.

Já são dias de tristeza, a família registrou um boletim de ocorrência e contratou um advogado para dar entrada em uma ação contra o hospital.

A sogra da jovem ainda relata que quando a família buscou por Justiça, descobriu que outros casos de negligência são relatados no local, por outras mães.

Outro Lado
O Hospital informou que  se sensibiliza com a paciente pelo ocorrido e esclarece que ofereceu todo o atendimento necessário por meio de equipe profissional especializada.

Ressaltamos que não podemos comentar especificamente o caso em virtude do sigilo médico e em respeito à intimidade da paciente. Em complemento, o Hospital reafirma seu compromisso em atender da melhor forma nossos pacientes e permanece à disposição da paciente para maiores esclarecimentos.

 

 

 

Fonte: https://matogrossomais.com.br/2021/01/28/universitaria-sofre-aborto-e-hospital-de-cuiaba-retem-bebe-para-estudo/