Abílio Brunini tentava obter imagens para denunciar que obra é realizada sem alvará

(POR SUELEN ALENCAR )

emanuel-abilinho.jpg

O vereador Abílio Junior (PSC), foi parar na delegacia após uma confusão na casa do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá, na manhã desta quinta-feira (9). Informações do motorista da primeira-dama, Márcia Pinheiro, registradas em boletim de ocorrência, são de que o parlamentar de oposição teria ido até a casa do prefeito para tirar fotos e fazer filmagens questionando uma obra de reforma que é realizada na casa do gestor.

Ele pretendia fazer uma denúncia de que a obra está sendo realizada sem alvará. Durante a situação, o motorista da primeira-dama percebeu a presença do parlamentar e pediu para que parasse com as filmagens.

Contudo, o vereador rejeitou a proposta e proferiu palavras de baixo calão contra o funcionário da família de Emanuel Pinheiro. “Ele não aceitou e iniciou uma discussão verbal, proferindo xingamento e ameaças, no sentido de que iria denunciar o comunicante. O suspeito insistiu, dizendo pode entrar na residência a qualquer momento”, diz trecho do boletim de ocorrência.

Durante a discussão acalorada, o motorista da primeira-dama tomou o celular das mãos do vereador. “Seu intuito não era obter a posse ou propriedade do celular, mas impedir que ele continuasse filmando e entrando na propriedade privada da primeira-dama e prefeito”, relata o boletim, que diz que o motorista já devolveu o celular ao parlamentar.

Abílio também registrou boletim de ocorrência e deve ser ouvido pelo delegado plantonista. O parlamentar é conhecido por polêmicas, como por exemplo no mês passado quando tentou invadir a obra de construção do novo pronto-socorro da capital do Estado.

 

Fonte: https://www.folhamax.com