O vigiado da Justiça negou a dizer o que tinha de fato acontecido, mas afirmava apenas que tinha caído de moto.

(por DAFFINY DELGADO do Repórter MT)

O rapaz foi encaminhado pelo Samu ao hospital da cidade

Reprodução / Ilustrativa

m homem de 33 anos foi baleado e espancado na noite de sexta-feira (27), no bairro Jardim Guanabara, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá). A suspeita é que ele tenha sido vítima de um “salve”, castigo que integrantes de facções levam por descumprimento de regras.

Às 23h20, o Serviço de Atendimento Médico Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer uma vítima de um suposto acidente de moto.

Quando chegaram no local, encontraram o rapaz com dois ferimentos de arma de fogo, sendo um na perna e outro no pé. Além disso, foram encontrados diversos ferimentos provenientes de agressões.

A vítima foi socorrida e encaminhada ao Hospital Regional. Os médicos, por sua vez, resolveram acionar a Polícia Militar por acreditar que o homem tinha sido vítima de uma tentativa de homicídio.

Assim que a equipe da PM chegou na unidade, foi até o quarto onde o homem estava, mas ele se negou a falar a verdade sobre o que tinha acontecido. Somente afirmou que tinha caído de moto.

Ele faz de uso de tornozeleira eletrônica e, segundo a Polícia Civil, já tem vários registros criminais em sua ficha.

O rapaz segue em atendimento na unidade. O caso foi registrado na delegacia e deverá ser investigado pela Polícia Civil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Tornozelado leva surra e tiro e diz ao Samu que sofreu acidente | REPORTERMT