É de gratidão o sentimento de Maiara & Maraisa aos sertanejos que fizeram sucesso com as músicas compostas por elas, antes de as irmãs ganharem o palco e conquistarem o Brasil. Nomes como Jorge & Mateus, Cristiano Araújo, Gusttavo Lima e Henrique & Juliano arrebataram multidões ao som de canções escritas pelas irmãs.
Às vésperas de se apresentarem no festival Ribeirão Country Fest, que acontece neste sábado (10) em Ribeirão Preto (SP), a dupla disse ao G1 que o trabalho de convencimento para que pudessem cantar não foi fácil, mas que o atual momento é de celebração.
“Uma coisa que dava força pra gente era ouvir nossas músicas estourarem nas vozes de tantos cantores. Somos gratas a eles que nos gravaram e quando fomos chegando fomos abraçadas por estes artistas”, diz Maiara.
Batalha
A música sempre se fez presente na vida das irmãs gêmeas nascidas em São José dos Quatro Marcos (MT). Elas receberam influências do pop, estudaram violão, canto e piano, mudaram de cidade, foram influenciadas por mais gêneros musicais diferentes até que descobriram no sertanejo o estilo que desejavam seguir.

Foi aí que começou a batalha para convencer empresários a apostar em uma nova dupla sertaneja – só que feminina. O destino sorriu para as irmãs que conheceram o cantor Jorge, da dupla com Mateus. O ídolo sertanejo gravou algumas de suas canções. Mesmo assim, a tarefa ainda seria árdua.
“Muitos empresários não queriam que a gente parasse de compor. Contratantes não acreditavam que duas irmãs, pequenas, tão novas, tinham força para segurar um show inteiro. Na verdade, a gente nunca vai entender os motivos de cada um para tantos nãos. Tivemos portas fechadas demais, chegamos a pensar em desistir muitas vezes”, revela Maiara.
Mas, a insistência e a batalha venceram. Há dois anos, não seria possível prever que faltariam dias no mês das irmãs para atender tanta demanda. Atualmente, Maiara e Maraisa fazem uma média de 25 shows por mês, e entre uma viagem e outra precisam encontrar tempo e fôlego para conceder entrevistas, participar de programas de TV, curtir a família.

Elas acabam de gravar o segundo DVD da carreira. A produção em Campo Grande (MS), bem mais robusta que a anterior em Goiânia (GO), foi realizada para um público de 20 mil e leva a assinatura do produtor musical Eduardo Pepato. No repertótio estão ‘Você Faz Falta Aqui’, ‘Medo Bobo’ e ‘10%’. A ausência de convidados especiais é proposital.
“A gente participou dos dois DVDs em tudo, fizemos questão de deixar com a nossa cara. No primeiro contamos com várias participações especiais. Neste quisemos um trabalho mais com nossa cara, só nós duas, justamente, porque a gente se sente, sim, mais madura e segura”, diz Maraisa.
De mulher para mulher
As canções de Maiara e Maraisa falam sobre amor: passam pela dor de um relacionamento que acabou, pela reconciliação, pela vontade que se tem de ficar junto de quem se ama. Em suas letras estão muitas situações vividas pelas irmãs, que declaram estar num momento feliz ao lado dos respectivos namorados.
Em posição de destaque em um cenário predominantemente masculino, elas defendem os desejos e as vontades femininas. Tanto que no hit “10%”, que tem mais de 230 milhões de visualizações no Youtube, a mulher que sofre por uma desilusão está em um bar e bebe sozinha para tentar esquecer o problema.
“A gente gostaria que as pessoas vissem como igualdade de sentar em um bar como os homens e beberem o que querem, fazerem o que querem”, diz Maiara.