22/05/2024

‘Há necessidade de contrapartida do estado’, diz vice-reitor da UFMT sobre conclusão de obra de novo hospital

A conclusão das obras do novo Hospital Universitário Júlio Müller em Cuiabá depende, segundo o vice-reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Evandro Soares, da contrapartida do estado.

A construção está parada há mais de quatro anos e já foi alvo de uma investigação da Controladoria Geral da União (CGU).

“Para reiniciar é claro que falta fazer algumas avaliações técnicas, chamar engenheiro para ver como está a estrutura, se foi executado o que foi previsto em contrato e, claro, falta a contrapartida do estado”, afirmou.

As obras tiveram início após um convênio firmado entre a UFMT e o governo do estado.

As investigações da CGU apontaram que a obra paralisada está abandonada e sem conservação e manutenção.

De acordo com o vice-reitor, a parte dos recursos que cabia à UFMT dentro do convênio foram repassados via Ministério da Educação (MEC). Ao todo, R$ 72,1 milhões foram disponibilizados pela instituição.

O governo, por outro lado, não teria feito o repasse. A previsão do custo total do projeto era de R$ 120 milhões.

Em reunião com a comunidade acadêmica, o governador Mauro Mendes (DEM) se propôs a dar continuidade nas obras.

“Ele disse já estar empenhado em iniciar as obras ainda este ano ou, pelo menos, iniciar as licitações” afirmou Evandro Soares.

Fonte: g1.globo.com/mt

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
DP TESTE

Powered by WP Bannerize