15/06/2024

Funcionário é preso por furtar “pedras biliar bovina” e esconder na cueca

(Por: Willian Belter)

Elson Novaes da Silva, 39 anos, foi preso na noite de quarta-feira (16), acusado de  furtar  uma “pedra da vesícula biliar bovina” de um frigorífico, no qual ele trabalhava em Rondonópolis (218 km de Cuiabá). O material furtado tem alto valor de mercado e é comercializado de forma clandestina.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito realizava os furtos há dias, fato que foi comprovado pelas imagens das câmeras de segurança do local.

“O suspeito manuseia os bovinos abatidos, retira essas pedras e as acondiciona em um saco plástico de cor azul ou transparente. Sacos que, segundo o suspeito detido, são fornecidos para que seja colocado no braço na hora do trabalho e, que também usa pra colocar suas roupas intimas na hora que vai tomar banho, para se deslocar pra sua residência, após o termino do expediente”, diz trecho do boletim de ocorrência .

No momento da prisão, o suspeito tinha três sacos nos quais acondicionava o produto furtado.

Desconfiados da atitude do funcionário, os responsáveis pelo setor acionaram os policiais e convidaram o suspeito para ir até o departamento pessoal da empresa. Na presença de três testemunhas, os agentes questionaram se havia em sua posse algo ilegal ou furtado de dentro da linha de produção onde ele presta serviços.

Elson respondeu que não e que poderia revistá-lo. Porém, no momento em que os policias faziam a revista ele ficou nervoso. Os militares pediram para que abaixasse sua cueca para proceder a revista, no entanto o funcionário se negou a tirar a peça.

“Quando ele resolveu tirar a cueca, o fez de uma maneira que ele segurou com uma de suas mãos o produto furtado. Foi observado por todos e mandado por este oficial que ele jogasse o produto no chão”, disse o oficial que atendeu a ocorrência.

Diante disso, o suspeito foi conduzido para a delegacia da Polícia Judiciária Civil (PJC).

De acordo com a Revista Globo Rural, as pedras são formadas por alguns bovinos, devido ao acúmulo de sais. Ele é vendido pelos frigoríficos à intermediários. O produto tem maior valor no mercado oriental e é utilizado para indução de formação de pérolas e fixação de pintura em porcelana.

Fonte: www.hipernoticias.com.br/policia

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertisment
VOTO CONSCIENTE

Powered by WP Bannerize

Recentes

Advertisment
VOTO CONSCIENTE

Powered by WP Bannerize